Primeira sessão do ano do Conselho de Juventude foi por videoconferência

0
364
CMJ por videoconferência

A primeira sessão ordinária de 2020 do Conselho Municipal de Juventude da Maia realizou-se no passado dia 21, por videoconferência.

Este formato de reunião permite manter ativo este órgão consultivo de Juventude, interrompendo o périplo pelas Freguesias da Maia, que vem sendo realizado no âmbito do processo de descentralização do CMJ.

A sessão teve início com o testemunho das jovens Ana Isabel Magalhães, Alexandra Rêgo, Carolina Rocha Enes, Catarina Leite e Leonor Guimarães, Caminheiras do Agrupamento 95 Maia do Corpo Nacional de Escutas, que realizaram ações de voluntariado no Lar de Santo António, em contexto de pandemia Covid-19.

Da Ordem de Trabalhos destacou-se a apreciação do Relatório de Atividades e do Relatório de Contas do Pelouro da Juventude do ano de 2019, bem como a apreciação e emissão de Parecer às Candidaturas ao Programa de Apoio ao Associativismo Juvenil de 2020.

Tendo em conta que as candidaturas foram projetadas no final de 2019, portanto, antes do início da pandemia, e reportando-se quase todas a viagens e acampamentos, que, por exigências sanitárias, não poderão realizar-se, o Conselho decidiu suspender este ponto da Ordem de Trabalhos.

Foi ainda dado às coletividades juvenis um prazo para reformularem as suas candidaturas para projetos que possam responder à situação de pandemia por Covid-19.

De referir que, apesar do formato de videoconferência, esta sessão do Conselho Municipal de Juventude foi bastante dinâmica e muito participada.