Socialistas de Gueifães aprovam moção de censura ao secretariado

0
92

A assembleia de militantes do Partido Socialista (PS) de Gueifães aprovou, no passado sábado, com 17 votos a favor, uma moção de censura ao secretariado da secção, liderado por Hélder Ribeiro. O documento foi apresentado por Jaime Silva, um histórico militante do partido e apanhou de surpresa os presentes na reunião.

De acordo com o presidente da Assembleia de Militantes a moção de censura critica o secretariado pela atitude tomada aquando da preparação das eleições autárquicas, do ano passado. Francisco Cunha recordou a primeira reunião efectuada a 11 de Julho que “boicotada” por elementos do secretariado, que acabou por marcar uma segunda reunião uma semana depois a que chamou de “assembleia eleitoral”. O secretariado apresentou uma lista “que não era uma lista legal”, ressalva.

“Não se esperava que aparecesse, mas eu enquanto presidente da assembleia tive que a colocar à discussão”, salientou Francisco Cunha. A discussão do documento foi admitida e os militantes tiveram então a oportunidade de se pronunciarem sobre os factos ocorridos. “Fizeram-se várias intervenções, o próprio proponente aproveitou para justificar a sua atitude e o secretário coordenador expôs as suas razões”, contou.

Mas o presidente da assembleia de militantes recordou que estatutariamente o documento não tem enquadramento, expressa apenas a posição dos militantes. “Foi a oportunidade de criticar o secretariado, a partir do momento em que foi aprovado, não há confiança política dos militantes no secretariado, o que já tinha acontecido a partir do dia 11 de Julho”.

O secretário coordenador de Gueifães, Hélder Ribeiro, não dá grande importância ao assunto, e diz que se trata de “um acto isolado, sem significado político e praticado fora de horas, com a maior parte das pessoas ausentes”.

Hélder Ribeiro afirma ainda que a moção, “se é que lhe podemos chamar isso”, não o preocupa em nada. Garante que o que o preocupa, nesta altura, é “o estado em que o partido está, a letargia em que o partido está a atravessar aqui na Maia, felizmente as eleições estão a chegar e aí poderemos dar uma nova dinâmica”, referiu.

Hélder Ribeiro afirmou-se disponível, ele “e outros camaradas” para “refundarem” o partido. “O PS precisa ser requalificado, revitalizado e reorganizado”. Questionado sobre uma possível candidatura sua à Comissão Política Concelhia, o secretário coordenador da Secção do PS de Gueifães diz-se disposto “a participar numa candidatura, contribuir para uma candidatura que refunde o partido, agora se a protagonizo ou não, com certeza que estarei nas mesmas condições que qualquer militante, desde que esteja com as cotas pagas”

Garante que vai participar numa candidatura alternativa, no entanto, não adianta se a vai liderar. A decisão “caberá a esses protagonistas e a esses actores, determinar qual é a pessoa que tem mais capacidade, mais força e que terá melhor circunstâncias neste momento para o fazer”, conclui.

Isabel Fernandes Moreira