Vereador da oposição na Maia admite lóbi para ganhar concursos

0
504
Francisco Vieira de Carvalho
Francisco Vieira de Carvalho_image Arquivo PM

Os Juízes do Porto dizem que a postura de Francisco Vieira de Carvalho (eleito pela coligação PS/JPP) poderá estar ligada a eventual tráfico de influências.

Foi o próprio vereador da Câmara da Maia, Francisco Vieira de Carvalho, a admitir em tribunal que fez lóbi para ganhar concursos, avança o jornal Correio da Manhã (CM) de hoje.

Francisco Vieira de Carvalho revelou que o fez junto de vários contactos, para que uma empresa, a Yorkdream Consulting, para a qual prestava serviços de consultadoria, fosse adjudicada para empreitadas, algumas através de concursos públicos.

Num acórdão relativo a uma ação que o vereador sem pelouro na Câmara da Maia interpôs contra um dos seus clientes, a empresa de construção civil Lúcio da Silva Azevedo & Filho, os juízes do Tribunal do Porto consideraram que a descrição que Vieira de Carvalho fez da sua atividade na alegada angariação de algumas obras «revelou mesmo arrojo, dada a proximidade da atuação alegadamente em causa com o tráfico de influência».

A empresa Yorkdream Consulting exige o pagamento de mais de 360 mil euros à empresa de construção civil. Em causa estão serviços prestados entre 2012 e 2015, sendo que Francisco Vieira de Carvalho reclama que muitas obras realizadas pela construtora foram por si angariadas.

De acordo com o jornal, o tribunal julgou a ação parcialmente provada e procedente. Mas condenou a empresa de Vieira de Carvalho a pagar 3.442 euros, acrescidos de juros, à ré, a empresa Lúcio da Silva Azevedo & Filho.