Carnaval suspenso em Nogueira

0
122

Em Fevereiro do ano passado, o presidente da Junta de Freguesia de Nogueira dizia: “Vamos continuar a apostar, independentemente da crise”. Mas o argumento foi mais forte que a vontade e, este ano, não haverá festejos de Carnaval na freguesia. A decisão já terá sido tomada em Dezembro e anunciada aos diversos lugares da freguesia. Ilídio Carneiro quer crer que será apenas um interregno e que o espírito carnavalesco possa regressar a Nogueira em 2011.

Esta semana contactado por PRIMEIRA MÃO para falar dos preparativos do cortejo, o autarca fez saber que o Entrudo não será assinalado em Nogueira, maioritariamente “por problemas económicos”. Seja da junta, dos lugares da freguesia que habitualmente colaboram na organização e até das empresas que, nas dez edições já realizadas, foram patrocinando os festejos:

[audio:Carnaval_Nogueira.mp3]

No ano passado, Ilídio Carneiro apontava como receita para a continuidade “procurar outros parceiros, de forma a melhorar cada vez a qualidade”. Mas eles não apareceram e dos que já apoiavam surgiram diversas “recusas”. Conclui o autarca que “toda a gente está com problemas”. Assim, e ao invés de retrocederem na qualidade a que os foliões e quem assiste está habituado a ver em Nogueira, a opção recaiu sobre a suspensão das actividades. “Com muito desgosto meu”, confessa o presidente, responsável pela introdução dos festejos carnavalescos na freguesia.

No caso da Junta de Freguesia de Nogueira, que no ano passado investiu no Carnaval cerca de sete mil euros, há “compromissos” para cumprir e o executivo não o quer deixar de fazer simplesmente para continuar a fazer a festa. A prioridade é agora a obra de construção do bar / esplanada no Monte da Senhora da Hora, ou do Calvário, que arrancou há cerca de um mês e que “é preciso agora para o Verão”, justifica Ilídio Carneiro. Ainda que com a comparticipação da Câmara Municipal da Maia, o investimento previsto ronda os 80 mil euros, devendo estar concluído no final de Março. Assim, poderá já “servir de apoio à angariação de verbas para a festa da Senhora da Hora”.

Assim que esta obra estiver concluída, a junta quer fazer no local algumas “obras suplementares” e colocar no mesmo Monte Calvário um parque infantil e um circuito de manutenção.

Marta Costa