Decoração do lar: as tendências para este ano

0
117

O ano novo já lá vai, mas ainda está a tempo de fazer com que a sua casa também comece o ano com um novo visual. As previsões são muitas, mas os designers e decoradores de todo o mundo parecem chegar a uma espécie de consenso. Por isso, e à medida do seu orçamento, deixe uns "trocos" de lado para dar uma "cara nova" à sua casa.

E como estamos em altura de crise económica, até a decoração do lar sofre. A repetir a tendência do ano passado, a reciclagem continua "em grande". As palavras de ordem são "reciclar" e "reutilizar". Tudo se transforma e o mobiliário não é excepção. Um sofá antigo, por exemplo, pode ser transformado numa nova peça, a condizer com o novo visual da sua casa. Se tem familiares a querer livrar-se de uma velha estante, meta mãos à obra, ocupe os seus tempos livres e dê uma nova vida ao "cansado" móvel. Com algum esforço, o velho torna-se novo.

E desenganem-se aqueles que pensam que um design moderno e minimalista, com poucos móveis e linhas rectas está na moda. A tendência para este ano é misturar estilos. Segundo decoradores, as últimas tendências da decoração privilegiam a harmonia entre peças clássicas e recentes. Um LCD e um sistema de cinema em casa pode perfeitamente conviver com um velho móvel de linhas curvas. Isto cria ambientes criativos e originais. Além disso, a aposta também passa pelo jogo de contrastes como, por exemplo, um vaso de cristal num ambiente granítico. E se pretender dar um toque de sofisticação à sua casa, é uma boa ideia apostar nos tons dourados e prateados.

E quem pensa que o papel de parede já morreu, que se desengane. Ele está de regresso. Depois do "boom" dos tons floridos e texturas rugosas dos anos 80 e 90, eles voltaram. Por isso, mãos à obra. A aposta é em cores vibrantes como o roxo ou verde limão. Motivos florais e papéis que imitam texturas são apostas ganhas para este ano. Dê uma nova vida ao papel de parede.

Comprar móveis também é um problema. Aposte nos móveis modulares. Em tempo de crise, a "ordem" é para ir adquirindo mobiliário consoante as necessidades. Para isso, nada melhor que os módulos. Um aqui, outro ali. Amanhã mais um, e daqui a um ano mais um par. São também uma boa opção para jogar com o espaço diminuto dos apartamentos modernos. Há sempre uma solução adequada às necessidades de um novo lar.

Cores

Por último, a escolha de cores. Há tons que estão na moda, é certo, mas a cor é sempre uma escolha pessoal. Por isso, a escolha deve ser feita consoante os nossos gostos. Não vamos escolher um carro branco porque está na moda se não gostarmos de carros brancos. Se mesmo assim quiser seguir as tendências, fique a saber que as cores em alta para este ano passam pelo cinzento, branco, verde, azul-turquesa, verde limão, vermelho escuro e tons de inspiração étnica. Evite as cores demasiado escuras, já que trazem cargas demasiado negativas para o ambiente do lar. Aposte em cores vivas e alegres.

As tendências para 2010 estão aí, mas não nos podemos esquecer dos nossos gostos pessoais. Não vale a pena apostarmos numa casa "da moda" para depois não nos sentirmos bem nela. E lembre-se também que uma casa é, provavelmente, o maior investimento de uma vida. Não é um objecto que se compra por luxúria. É algo de que não nos vamos desfazer tão cedo. Por isso, escolha sempre consoante as suas preferências. Em jeito de conclusão, podemos dizer que as tendências são meramente indicativas.