A41: Bragança Fernandes queixou-se a António Mendonça

0
256

Bragança Fernandes esteve presente na inauguração do COC do Norte e aproveitou a presença do ministro dos Transportes e Obras Públicas, António Mendonça, para manifestar o seu descontentamento pela introdução de portagens na A41, e pelo elevado número de pórticos nas zonas de acesso a áreas importantes do concelho, como o aeroporto, a Zona Industrial da Maia e Lipor II (a A41 é o único acesso).

Visivelmente incomodado com a situação, Bragança Fernandes disse a António Mendonça que o concelho foi “discriminado” em relação a outros municípios vizinhos, socialistas, tratando-se por isso, de uma medida “partidária”. “Talvez por ser um concelho de outro partido, o que acontece é que na Maia, os habitantes e industriais pagam portagens”. Considera ainda “inconcebível” que os camiões do lixo tenham de pagar portagens para entrar na Lipor II. Depois de ouvir as insistentes queixas de Bragança Fernandes, “ficou agendada uma reunião para Janeiro, para tentar resolver o problema”, no ministério de António Mendonça.

O edil irá propor a “eliminação” de alguns pórticos da A41,”porque nunca deveriam estar lá, atravessam a cidade e penalizam os maiatos”.
Mais de dois meses depois da introdução de portagens nas ex-SCUT, o presidente da câmara faz um balanço “extremamente negativo”. A população passou a ter mais custos nas suas deslocações, os arruamentos estão degradados devido ao aumento do tráfego automóvel para fugir às portagens, e as áreas de serviço da A41 “estão com pouco movimento”.

FA