Acusação de furto na EB1/JI do Castelo

0
115

Estão já em curso processos judiciais e criminais contra o antigo tesoureiro da Associação de Pais da Escola EB1 e Jardim-de-Infância (EB1/JI) do Castelo da Maia. É acusado pelos restantes elementos da associação de ter desviado do organismo cerca de oito mil euros, entre Novembro de 2007 e o passado dia 11 de Junho, aliás, a data da carta de demissão exigida pelos órgãos sociais. A informação consta de um breve comunicado enviado à redacção e assinado pelos órgãos sociais.

No documento, a associação sublinha ainda que, quando foi detectado o problema, o ex-tesoureiro “prometeu regularizar a situação, o que não aconteceu até à data”. E lamenta ainda o facto de a situação prejudicar as crianças da EB1/JI do Castelo da Maia, a quem pedem desculpa pelo sucedido. Mas mantendo as esperanças de “reaver, o mais depressa possível, a verba roubada”.

Para além da comunicação social, o comunicado acima citado foi também enviado às entidades ligadas à educação.

Por agora, a associação prefere não acrescentar qualquer dado ao teor do comunicado. PRIMEIRA MÃO procurou realizar também um contacto com o ex-tesoureiro mas tal não foi ainda possível.

MC