Afastada para já a hipótese de cerco sanitário no Porto

0
276
Covid19
Covid19

O secretário de Estado da Saúde, em conferência de imprensa, afirmou que “não há indicação por parte da autoridade da saúde para o cerco sanitário no Porto. Medida não faz qualquer sentido neste momento”.

António Lacerda Sales esclareceu que a “fixação de cercas sanitárias é antecedida de declarações de calamidade pública, que, de acordo com a Lei de Bases da Proteção Civil, é decidida, em situações normais, pelo Conselho de Ministros, e em situações de urgência por despacho do primeiro-ministro e ministro da Administração Interna”.

Normalmente, acrescentou, essa decisões são “sustentadas na avaliação do risco feita pelas autoridades de saúde” que, no caso concreto do Porto, não “deram qualquer indicação no sentido de ser necessário criar esses cordões sanitários”.