Aniversário com anúncio do novo quartel para Bombeiros de Pedrouços

0
591
Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Pedrouços festejou 35 anos

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Pedrouços comemorou no dia 8 de janeiro o 35º aniversário (data oficial é a 30 de dezembro), num ambiente de festa e enaltecimento do esforço e empenho que os voluntários dedicam à corporação de bombeiros. Ficou ainda aberto o caminho para a concretização do sonho da instituição de construir um novo quartel.

As pessoas e as novas viaturas estiveram em destaque no aniversário, sendo que na cerimónia foram promovidos sete bombeiros de 2ª, assim como entregues as medalhas de assiduidade da Liga dos Bombeiros Portugueses a diversos bombeiros pelos 5, 10 e 15 anos de bom serviço.

Na ocasião foram ainda benzidas duas novas viaturas para transporte de doentes e ainda uma Viatura Florestal de Combate a Incêndio (VFCI).

Nas comemorações estiveram presente diversas individualidades como o vice-presidente da Câmara da Maia, António Tiago, vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, José Miranda, o vogal da Federação dos Bombeiros do Distrito do Porto, José Gonçalves, e os dirigentes da associação humanitária.

Marcaram ainda presença o 2º Comandante Operacional Distrital do Porto, Sérgio Barros,  o presidente da Comissão Metropolitana de Proteção Civil, Marco Martins, deputados da Maia eleitos na Assembleia da República, bem como vereadores da Câmara da Maia, ex-comandantes e presidentes da AHBV Pedrouços, representantes das diversas coletividades de Pedrouços e Águas Santas e muitos sócios da instituição.

Bombeiros de Pedrouços terão novo quartel

Autarquia vai pagar o projeto do quartel e ceder o terreno

A cerimónia foi presidida pelo presidente da Câmara da Maia, Bragança Fernandes, que na sua intervenção anunciou que a autarquia comparticipará na íntegra as despesas inerentes à elaboração do projeto do novo quartel a construir pela associação num terreno junto ao atual quartel. De resto, já no final do ano de 2016, Bragança Fernandes tinha anunciado que o município iria comparticipar com 50% do valor elegível da obra, que rondará o valor de 1,5 milhões de euros.

Já era um desejo antigo a edificação de um novo quartel, que agora poderá ser concretizado, isto porque a Câmara da Maia adquiriu em hasta pública um terreno com este propósito.

A intervenção, que acontecerá ao lado das atuais instalações, servirá para melhorar “o aparcamento das viaturas – a maior parte fica estacionada no exterior e ao relento – e o espaço reservado das camaratas”, referiu o presidente da Câmara da Maia, Bragança Fernandes.

Câmara oferece direito de superfície de terreno aos Bombeiros que “merecem ser apoiados”

De acordo com o autarca caberá agora à corporação remeter a candidatura à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) a fim do projeto poder vir a ter o financiamento aprovado.

A proposta de compra do terreno (com cerca de 3 mil metros quadrados), em leilão, foi aprovada numa das reuniões do executivo decorridas em outubro. A autarquia desembolsou 170 mil euros. “Adquirimos um terreno em Pedrouços e decidimos oferecer o direito de superfície aos bombeiros. Caberá à CCDR-N e ao Governo aprovar esta candidatura”, reforçou Bragança Fernandes.

Bombeiros trabalham há 35 anos em instalações precárias

A corporação de Pedrouços foi fundada como associação em 1981, mas só em 1998 teve um corpo de bombeiros. Dois anos depois a instituição foi reconhecida como de Utilidade Pública.

O espaço onde estão instalados nasceu de uma “espécie de contentor”. “Fomos melhorando e construindo este edifício com a ajuda da câmara municipal, mas, hoje, é manifestamente insuficiente”, aponta Mário Pinto, presidente da direção.

Apesar das contingências foram sendo instalados vários melhoramentos, como é o caso de uma camarata feminina, feita no ano de 2015, uma cobertura para viaturas e, construída no último semestre de 2016, um rebaixamento de parte da garagem para albergar um veículo pesado. Mesmo assim, a maior parte das viaturas fica estacionada no exterior e ao relento.

Pedro Teixeira, comandante dos Bombeiros Voluntários de Pedrouços
Pedro Teixeira, comandante dos Bombeiros Voluntários de Pedrouços

Quartel e área de intervenção têm sido constrangimentos

Já em agosto, quando de uma reportagem que o Primeira Mão realizou na instituição, o presidente Mário Pinto e o comandante Pedro Teixeira apontavam como um dos objetivos da associação a construção de um novo quartel, tendo adiantado que estava a ser preparada uma candidatura a financiamento comunitário para a construção do equipamento.

Recorde-se que outra situação que os bombeiros pretendiam alterar era a sua área de intervenção. A área de intervenção própria (AIP) da corporação no que respeita a sinistros é apenas Pedrouços, o que é um pouco limitador para em todos os aspetos, financeiro ou operacional. “Gostaríamos muito de, bem sustentados, conseguir alargar a AIP, o que consideramos poder ser para breve, isto é, nos próximos dois a três anos. Temos muitas saídas para fora do concelho, mas poucas dentro do concelho da Maia, o que gostaríamos de alterar”, referia na altura Pedro Teixeira.

Angélica Santos