Bonecas solidárias “Unidas para Sempre”

0
271
- Publicidade -

Carla Martins é mãe de duas gémeas de oito anos, residentes na Maia, e ocupa os tempos livres a fazer bonequinhas de pano, sob o mote “Unidas para sempre”, para angariar dinheiro para comprar duas cadeiras elétricas e um carro adaptado para as suas “princesas”, que aguardam uma intervenção cirúrgica.

As duas meninas sofrem de doenças crónicas que podem levar ao nanismo. Se a displasia epifisária múltipla (tipo I) lhes causa dores articulares, a pseudoacondroplasia carateriza-se por um défice de crescimento grave e malformação que as leva a ter as pernas arqueadas.

Assim, as meninas precisam de ser operadas para “corrigir o desvio das pernas”, mas as cirurgias tardam em ser agendadas porque “uma médica de Medicina Física e de Reabilitação do Hospital S. João, no Porto, não prescreve duas cadeiras de rodas elétricas”. Os equipamentos serão essenciais para a recuperação e locomoção das meninas após a operação, explica a mãe, em declarações ao JN.

“A única solução que me dá [a médica] é que as cadeiras sejam manuais e que eu as empurre à vez”, contou, indignada, Carla.
“Os profissionais [do S. João] estão, como sempre, disponíveis para analisar com os doentes e família as prescrições decididas, que pode resultar na alteração ou confirmação da decisão. A eventualidade de uma intervenção cirúrgica não tem qualquer relação com o tipo de apoios disponibilizados”, explicou o hospital ao mesmo jornal, não se pronunciando publicamente sobre o estado dos doentes.

As cadeiras elétricas custam 12 mil euros, um valor demasiado elevado para uma família monoparental. A mãe tem ainda o desejo de comprar um carro adaptado, única forma que terá de transportar as filhas para a escola ou consultas ou ainda para a fisioterapia.

Desde os dois anos que estas crianças começaram a desenvolver problemas de saúde e, há cerca de um mês, a mãe resolveu fazer o apelo para a compra das bonequinhas de pano como forma de angariar verbas, ou então pedindo donativos diretos. A carta de Carla Martins, de 45 anos, também chegou à redação do Primeira Mão, com a indicação do NIB para quem quiser fazer donativos diretamente: 0035 0362 0000 5226 3001 7 (Caixa Geral de Depósitos).

Quem quiser comprar as bonequinhas poderá procurá-las em diversos locais em Gueifães e no Castelo da Maia, onde foram colocadas à venda.

- Publicidade -