Câmaras distribuíram comida a mais de 89 mil pessoas

0
187

Além do PMEs com um orçamento alargado, a Câmara da Maia também ajudou as famílias com cabazes alimentares durante estes tempos mais complicados devido à pandemia, de acordo com o inquérito realizado pelo JN a 178 câmaras do país.

Coimbra, Maia, Vila Real e Paredes relatam que houve um “aumento exponencial” dos pedidos de ajuda, desde o início da pandemia Covid19.

Assim, mais de 89 mil pessoas foram ajudadas pelas câmaras municipais com entregas de refeições, cabazes ou vales para serem trocados por alimentos no comércio local, durante o confinamento e após esse período.

O Jornal de Notícias realizou um inquérito a 178 municípios e destes 87% referem que sentiram necessidade de reforçar a oferta face ao aumento de pedidos de famílias que perderam parte ou a totalidades dos seus rendimentos.

Coimbra, Maia, Vila Real e Paredes relatam que houve um “aumento exponencial” dos pedidos de ajuda.

Algumas câmaras referem um aumento de 220% do número de famílias abrangidas. Mais de metade das Câmaras ajudaram não só com a distribuição de alimentos: há 103 a doar também produtos de higiene, além de refeições e cabazes. Outras ainda oferecem também vales que podem ser trocados no comércio local.

Como já lhe contamos, a Câmara da Maia também reforçou o Programa Municipal de Emergência Social (PMES). Este fundo acrescido de 300 mil (em exclusivo para a perda de rendimentos devido à pandemia) – num programa de apoio global que atinge 450 mil euros – e o certo é que já foi uma mão amiga para muitas famílias.