Candidato à Ordem dos Advogados passou pela Maia

1
270

Cerca de três dezenas de advogados da Maia encontraram-se na passada quinta-feira, num almoço-debate com um dos três candidatos a bastonário da Ordem dos Advogados.
Foi o candidato da Lista E, Fernando Fragoso Marques, que veio à Maia, para dar a conhecer os objectivos da sua candidatura e ouvir as preocupações dos advogados que exercem a sua actividade na Comarca da Maia. Unir os advogados, promover o diálogo, contribuir para uma justiça mais célere, são os principais objectivos da candidatura de Fernando Fragoso Marques, advogado do Barreiro.

O candidato a bastonário manifesta-se preocupado com a “morosidade” da justiça, com os custos que ela envolve para o cidadão, tornando-a “inacessivel” para muitos, e ainda com a “inefectividade” das decisões judiciais. Isto no que se refere à actual situação da Justiça. Noutro plano, Fernando Fragoso Marques fala ainda da “fragilidade” em que se encontra a advocacia e as “divisões” internas na Ordem dos Advogados e no seio da própria classe.

Daí que a sua candidatura se proponha a “reconciliar os advogados entre eles e com a sua Ordem, uni-los, porque a união continua a fazer a força, e democratizar num espírito de respeito interno e de diálogo que, infelizmente, foi cortado de há pelo menos três anos a esta parte”. Fernando Fragoso Marques refere-se ao actual bastonário, António Marinho Pinto, que é recandidato (Lista C). “É um colega que tem firmado um projecto pessoal, um projecto desgarrado da sua classe. Funciona quase como o eucalipto, seca tudo à sua volta”, critica o candidato da Lista E. “É uma Ordem divorciada do país, centralista, presidencialista, de costas viradas para as assimetrias e para as regiões, confinada a Lisboa e a um projecto de um homem. É uma Ordem autocrática, autista e que só se ouve a si própria”, acrescentou.
As eleições estão marcadas para 26 de Novembro. O terceiro candidato é Luís Filipe Carvalho (Lista F). Nogueira da Costa é o mandatário concelhio da candidatura de Fernando Fragoso Marques.

Tribunal da Maia

A questão do Tribunal da Maia foi um dos temas abordados neste almoço-debate. São já conhecidos os problemas do Tribunal da Comarca da Maia, nomeadamente no que se refere às condições das instalações, que são insuficientes. Há muito que é reivindicado um novo tribunal.

O Estado propôs a transferência para a Zona Industrial da Maia, mas tanto os advogados como a autarquia estão contra. Este é um problema que Fernando Fragoso Marques já viveu no Tribunal do Barreiro. Diz ter “ajudado” de forma decisiva para a sua resolução, através do “diálogo” e de “posições correctas”. E é desta forma que, no caso da Maia, o problema poderá ser resolvido. “Os advogados expressam a vontade dos cidadãos, expressamos o ponto de vista das comunidades. A existência de boas condições para o funcionamento da Justiça, correspondem a um desejo das populações. Naturalmente que estarei sempre ao lado dos meus colegas na tentativa de resolução dos problemas que afligem as comunidades”, sublinhou.

Fernanda Alves

1 COMENTÁRIO

  1. Exmos. Senhores,
    Peço a rectificação da letra da lista que consta da Vossa notícia.
    “Foi o candidato da Lista C, Fernando Fragoso Marques, que veio à Maia, para dar a conhecer os objectivos da sua candidatura e ouvir as preocupações dos advogados que exercem a sua actividade na Comarca da Maia. Unir os advogados, promover o diálogo, contribuir para uma justiça mais célere, são os principais objectivos da candidatura de Fernando Fragoso Marques, advogado do Barreiro.”
    O Dr. Fernando Fragoso Marques lidera a lista E e não a lista C.
    Grato pela atenção.
    Gonçalo Capitão

Comments are closed.