Carmen encontrou dador compatível

0
201

Houve choro e houve risos no momento em que receberam a notícia. E muitos votos de parabéns pela notícia que agradou à pequena Carmen Pinheiro e à família mais directa. Mas, de um modo geral, a todos os que se têm envolvido nas campanhas de angariação de potenciais dadores de medula óssea. E a boa notícia para a menina de Santa Maria de Avioso, com leucemia mieloblástica aguda, é que foi encontrado o dador compatível. Trata-se de um cordão umbilical, do estrangeiro, não se sabendo até esta quarta-feira em que país foi encontrado.

A informação, que a mãe classifica de “uma notícia maravilhosa”, foi na semana passada transmitida aos pais de Carmen, pelo médico assistente no Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto. E na terça-feira divulgada a todos, inclusive através do blog da Carmen na Internet – e na rede social Facebook.

Cumprido o quarto ciclo de tratamentos de quimioterapia, Carmen Pinheiro regressou a casa no dia 28 de Fevereiro, altura em que comemorou em casa o quinto aniversário, que completou a 24 de Janeiro e que foi também assinalado no IPO. A novidade do dador compatível acaba por ser “uma prenda de anos, um bocadinho atrasada, mas sempre benvinda”, reconhece a mãe, Bela Margarida. Mas há ainda um caminho a percorrer até ao momento do necessário, e desejado, transplante. Isso só pode acontecer depois da remissão da doença, o que ainda não aconteceu totalmente com a Carmen:

[audio:REMISSAO.mp3]

Na próxima semana, deve ser conhecido o resultado do exame a que foi ontem submetida, no sentido de avaliar a resposta do organismo ao último ciclo de quimioterapia. Só depois se saberá se terá de fazer “mais um mês ou dois” de tratamentos, aguardando a família “com uma certa ansiedade, naturalmente”.

Apesar de ter sido encontrado o dador compatível para esta menina da Maia, a quem foi diagnosticada leucemia mieloblástica aguda em Agosto de 2008, e porque já estavam outras campanhas de recolha agendadas, a mãe garante que a intenção da família é mantê-las. Inclusive para que, “cada vez mais, a nossa base de dados ser melhor e podermos dar, cá para Portugal, a quem precisa”, justifica Bela Margarida:

[audio:CAMPANHAS.mp3]

É por esse motivo que à campanha intitulada “Bora Lá, pela Cá!”, segue-se “Bora Lá: Pedalar até à Medula!”. Quem sabe, para entrar para os recordes do Guinness como “o País que em menos tempo possa dar mais dadores de medula óssea”, lê-se num dos posts do blog.

E há já diversas acções agendadas para este mês de Fevereiro, sob a coordenação do Centro Nacional de Dadores de Células de Medula Óssea, Estaminais ou de Sangue do Cordão (CEDACE). Uma delas, este domingo, conta com o apoio do grupo Pedaladas Bike Team. Trata-se de uma prova de BTT com início marcado para as 10h00, junto à esquadra da PSP de Santiago de Custóias, em Matosinhos. Quem não quiser pedalar, também a partir das 10h00 e até às 16h00, pode inscrever-se como dador no mesmo local. Outra acção de recolha está marcada para amanhã, entre as 9h00 e as 12h30, na Junta de Freguesia de Covelo, em Gondomar.

Marta Costa