Câmara da Maia continua a apostar na saúde escolar

0
81

Passaram de quatro para cinco os projectos de saúde escolar que a Câmara Municipal da Maia propõe para o presente ano lectivo. Aos projectos de Educação Alimentar: “Pequeno grande almoço”, de Higiene Oral: “Rinamaia”; “Maia a sorrir”, de Prevenção: “Com o Sol no coração vamos ter precaução”e de segurança alimentar: “De pequenino se torce o pepino”, junta-se agora o projecto de Educação Alimentar e Ambiental: “A minha lancheira”, que já foi apresentado aos jornalistas, há cerca de um mês.

Os projectos, que integram o currículo escolar dos alunos do JI e EB1 da Maia há quatro anos, foram apresentados a cerca de 400 docentes do concelho da Maia, na passada sexta-feira, numa sessão que decorreu no grande auditório do Fórum da Maia.

Esta política de saúde escolar da Câmara Municipal da Maia resulta de uma série de parcerias estabelecidas com entidades de carácter público e privado com preocupações de promoção da Saúde Pública. “Hoje em dia, estas resoluções de problemática social, tem que ser feita em parceria e estes são essenciais para o desenvolvimento destes projectos”, afirmou.

Por isso, no mesmo dia, foram também assinados os protocolos com as entidades de carácter público e privado envolvidas nestes projectos. São elas a ACES Grande Porto IV – Maia; a CESPU – Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário; a Faculdade Ciências de Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto, o Instituto Superior de Saúde do Alto Ave (ISAVE); a Liga Portuguesa Contra o Cancro, a Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa, o Grupo EsferaSaúde e a LIPOR.

Numa população escolar de 6550 alunos todos os Agrupamentos EB1 e JI do Concelho, bem como os Infantários da Santa Casa da Misericórdia da Maia, vão usufruir de um trabalho de rastreio, acções de formação e sensibilização que pretendem melhorar a qualidade de vida, apostando a autarquia “na criação de gerações mais responsáveis, capazes de fazer opções e tomar decisões adequadas à sua saúde e ao seu bem-estar físico, social e mental, concretizando um objectivo bem vincado para a Concelho da Maia, Um estilo de vida activo e saudável”.

De acordo com o vereador da Educação e Saúde da autarquia maiata, Nogueira dos Santos, trata-se de um trabalho de continuidade. “É mais um ano, mais saúde escolar, optimizando aquele slogan de “vida saudável da comunidade maiata” porque nas escolas se pode começar a corrigir alguns problemas que surja, no futuro, na saúda das pessoas”, justificou.

Todos estes projectos de saúde escolar, e são cinco, versam a higiene oral, a área de protecção solar, a segurança alimentar e os conceitos alimentares. “É extremamente importante que nas escolas se vão tendo alguns conhecimentos destas áreas, que os miúdos possam ser veículos transmissores para a família para correcções que possam fazer dentro da estrutura familiar e como é previsível podemos baixar todos os índices de problemática alimentar e da higiene oral que na comunidade possa surgir”, sublinhou Nogueira dos Santos.

Segundo o vereador da educação, todos anos a autarquia tem lançado um novo projecto. Este ano, surgiu “A minha lancheira” que tem como objectivo induzir as famílias a colocarem nas lancheiras lanches saudáveis, “numa complementaridade” das acções que já estavam no terreno na área alimentar”, concluiu.

Isabel Fernandes Moreira