Colégio Novo da Maia inaugura pólo destinado ao ensino secundário

0
36

O secretário de Estado do Ensino e Administração Escolar, João Casanova de Almeida, presidiu esta quarta-feira, dia 2 de Maio, à inauguração oficial do Pólo III do Colégio Novo da Maia, destinado ao ensino secundário. Trata-se de um investimento na ordem dos dois milhões de euros, que a direcção acredita que numa altura de crise e de empresas a fechar, vem dar um contributo e um estímulo à economia e à zona norte.

O colégio nasceu em 2001 com a vertente de creche e ensino pré-escolar e desde então tem vindo a aumentar o grau de ensino e a ampliar as instalações. No ano lectivo seguinte, encetou o ensino formal com a abertura do Primeiro Ciclo. Em 2007 foi inaugurado o Polo II, onde estão em funcionamento os primeiro, segundo e terceiro ciclos do Ensino Básico.

O novo edifício agora oficialmente inaugurado alarga a oferta educativa da instituição ao ensino secundário, abrangendo toda a escolaridade obrigatória, possibilitando a frequência nos quatro cursos científico-humanísticos regulamentados pelo Ministério de Educação: Artes Visuais, Ciências e Tecnologias, Ciências Socioeconómicas e Línguas e Humanidades.

O secretário de Estado visitou as instalações e, no final, mostrava-se satisfeito com o que viu. João Casanova de Almeida diz que se trata de um projecto que foi construído de forma faseada, consolidada, sustentada e “é exactamente assim que devem ser os projectos em prol da educação que é o valor mais nobre que nós temos e que nos prepara melhor para os desafios enquanto colectivo”, sublinha.

Para este responsável o projecto do Colégio Novo da Maia é um exemplo de sustentabilidade. “Também nós para os nossos alunos queremos percursos sustentáveis. Percursos que os possam fazer chegar o mais longe possível alicerçados na ética da responsabilidade, do empenhamento, do trabalho, do rigor, do querer chegar mais longe, do querer atingir a perfeição que mesmo que não se atinja, o percurso feito é sempre uma mais valia quer em termos de desenvolvimento pessoal quer em termos de desenvolvimento profissional”, acrescentou João Casanova de Almeida.

Tudo começou com 27 alunos, no entanto, actualmente, o Colégio Novo da Maia é frequentado por mais de 670 alunos, entre a Creche e o 10º Ano de escolaridade. A direcção afirma que todos os anos o número de alunos tem vindo a aumentar “significativamente”. E a previsão para o próximo ano lectivo é que o número volte a aumentar, tendo em conta “as inscrições já concretizadas e confirmadas”.

Para os directores do Colégio, Marina e David Pinto a inauguração deste pólo III é a “materialização de um sonho”, que começou em 2001, e que se tem pautado por um “crescimento sustentado”. “Tem sido essa a nossa estratégia”, afirmou David Pinto. E quando a conjuntura económica nacional, entendem estar a fazer “um investimento importante”.