Concurso de ideias de negócios premeia jovens maiatas

1
162

Patrícia Ferreira da Silva e Raquel Rodrigues, residentes na freguesia de Gueifães, na Maia, foram as vencedoras da 1ª Edição do Concurso de Ideias de Negócio promovido pela Associação de Socorros Mútuos de S. Mamede de Infesta e pela Junta de Freguesia de S. Mamede de Infesta. Receberam um prémio monetário no valor de 140 euros e um certificado de vencedor do concurso.

As duas jovens maiatas são alunas da Escola Secundária Abel Salazar (ESAS), que co-financiou o concurso. Era dirigido aos alunos finalistas do 12º ano dos cursos profissionais de Turismo; Animação Sócio-Cultural; Análise Laboratorial; e Transportes. Patrícia e Raquel ficaram em primeiro lugar, tendo recebido o prémio do concurso na passada sexta-feira, nas instalações da Associação de Socorros Mútuos de S. Mamede de Infesta.

Alunas do curso profissional de Animação Sócio-Cultural, apresentaram como ideia de negócio a criação de uma “empresa” denominada ‘Sempr’Infesta’. Tinha como objectivo, a prestação de serviços de apoio a autarquias e instituições que trabalham com crianças, famílias e empresas para animação de eventos. Nomeadamente, férias escolares, festas, ocupação dos tempos livres e baby-sitting. Não passando apenas de uma ideia de negócio, pelo menos para já, o ‘Sempr’Infesta’ apresenta-se como um projecto que pretende “dinamizar a criação de emprego para os alunos finalistas do curso profissional de Animação Sócio- Cultural”.

A PRIMEIRA MÃO, Patrícia confessa que gostava de implementar esta ideia de negócio, que funcionaria na escola que frequentou no ano lectivo que agora findou, envolvendo os alunos do curso profissional de Animação Sócio-Cultural. “Estamos a pensar conversar com a professora que nos orientou para ver se pudemos avançar com isto. É um sonho meu e da minha colega”, referiu. Admitindo que é uma ideia ambiciosa, tendo em conta a actual conjuntura e a falta de experiência, Patrícia reafirma o desejo de seguir em frente com o ‘Sempr’Infesta’, que teria como público-alvo a população em geral.

No projecto que apresentaram, as duas alunas tiveram de fazer a descrição completa da sua ideia no formulário de candidatura. Designadamente, o tipo de produto ou serviço, o público-alvo, a sua organização, os motivos que levaram à criação do projecto, a localização, análise do mercado em que se insere, assim como, os preços, a sua distribuição e as formas de promoção do negócio a desenvolver.
Para além da ideia de negócio de Patrícia e Raquel, o concurso atribuiu ainda mais quatro prémios. Tinha como objectivo, promover o empreendedorismo entre os alunos que se encontravam a finalizar os cursos profissionais na ESAS.

Fernanda Alves

1 COMENTÁRIO

  1. Empreendedorismo por outras palavras, inovar… Não vejo que seja uma ideia empreendedora, inovadora, diferente… Mas de qualquer forma parabéns a estas duas jovens!

    Atenciosamente,

    Karina Marinho
    Técnica Superior de Animação Socioeducativa

Comments are closed.