Condenado a 7 anos de prisão casal chinês detido na Maia há um ano por tráfico

0
428
Cannabis apreendido na Maia há um ano

No ano passado, um casal chinês e um outro homem foram detidos na Maia depois de a sua plantação de cannabis, numa antiga fábrica no concelho da Maia, ter sido descoberta.

Os dois arguidos foram condenados a sete anos de prisão efetiva.

O casal era detentor de um visto Gold, que, em Portugal, declarou poucos rendimentos. Porém, pelas contas bancárias foi possível detetar que, durante 4 anos, o casal movimentou mais de 670 mil euros.

Foram ambos condenados a 7 anos de cadeia. Para o casal trabalhava um outro arguido, que vivia nas instalações da antiga fábrica e que era quem plantava e cuidava da estufa.

Na altura, alegou que não sabia onde se encontrava, que estava ilegal no país e que se encontrava sequestrado pelo casal de chineses. Mas foi condenado a seis anos de pena e, posteriormente ao seu cumprimento, será reenviado ao país de origem, a China.

O grupo teria ramificações a outros armazéns na região do Porto e em Espanha.

No dia 2 de julho do ano passado as autoridades apreenderam cerca de uma tonelada de cannabis.