Construir um mundo melhor para todos

0
374
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
Imagem de Arquivo
- Publicidade -

A Câmara Municipal da Maia está empenhada em divulgar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela ONU – Organização das Nações Unidas, garante o vereador das Relações Internacionais, Paulo Ramalho.

Para além de projetos de intercâmbio para o desenvolvimento com outros países, onde alguns dos objetivos estão inerentes à colaboração da autarquia, sendo exemplos os casos de São Tomé e Príncipe, Giné-Bissau ou Rússia, o pelouro que Paulo Ramalho dirige colocou em marcha, em articulação com o Departamento de Educação, ações de divulgação e sensibilização para a agenda de promoção e implementação dos ODS.

A autarquia realizou recentemente, neste âmbito, uma ação de sensibilização com professores das atividades extra-curriculares do 1º ciclo e responsáveis municipais da educação, com vista a produzir uma reflexão no seio da comunidade escolar sobre esta temática. Essa orientação deu frutos e culminará em breve com a apresentação de trabalhos realizados pelos jovens alunos.

Sensibilização resulta em exposição itinerante

A recetividade foi tanta, explicou o vereador, quer em quantidade, quer em qualidade, que em vez de uma mostra apenas no átrio da Torre Lidador, “resolvemos levar a efeito uma exposição itinerante, que percorrerá todas as freguesias do concelho. Será a partir de setembro e, em cada uma das freguesias, será realizado um seminário de sensibilização para a implementação dos ODS. Assim, além do público jovem, será atingido também o público mais maduro”.
Foram produzidos trabalhos de artes plásticas para esta mostra, que incluem peças diversas, desde desenhos a tapeçarias, audiovisuais…

Maia recebeu exposição da rede para o desenvolvimento

No mês de junho, já foi acolhida na Torre do Lidador, uma exposição dedicada aos ODS, fruto da participação da Câmara da Maia na Rede Intermunicipal de Cooperação para o Desenvolvimento (RICD), entidade na qual a Câmara Municipal exerce o cargo de Vice-Presidente do Conselho Executivo. A rede integra 17 municípios e a mostra vai percorrer todos eles, sendo que a Maia foi o terceiro a receber a exposição. “Tratou-se de uma mostra muito interessante”, frisou Paulo Ramalho, e que foi orientada para a sensibilização na tentativa de ir mudando mentalidades, o que demora o seu tempo. Por isso, “começamos com as crianças” um trabalho que já não é de agora.

Já entre 2000 e 2015, a autarquia se havia associado aos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milénio. Foi com base nas lições aprendidas que se definiram, no ano passado, os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que deverão orientar as políticas nacionais e as atividades de cooperação internacional com metas a atingir até 2030, no sentido de construir um mundo melhor para todos.

Começar pelas crianças é fundamental

Esta nova agenda para o desenvolvimento sustentável, assente em Pessoas, Planeta, Prosperidade, Parceiras e Paz, é fruto do trabalho conjunto de governos e cidadãos de todo o mundo para criar um novo modelo global para acabar com a pobreza, combater as desigualdades, promover a prosperidade e o bem-estar de todos, proteger o ambiente e combater as alterações climáticas.
Paulo Ramalho afirma que o trabalho junto das crianças é fundamental, dado que, “se forem orientadas dentro deste ambiente de partilha de responsabilidades e dos seus recursos, com o objetivo de se construir um mundo menos desigual, em adultos, terão esses ensinamentos na sua cabeça e terão outra disponibilidade para encarar estes problemas e contribuir para a melhoria do mundo”.

- Publicidade -