Cruz Vermelha da Maia garante que não há surto na instituição

0
187
imagem de arquivo

Cruz Vermelha da Maia não tem surto de Covid19. A instituição emitiu hoje um comunicado em que nega um suposto surto, esclarecendo que se registou um caso de infeção num elemento da direção da Cruz Vermelha, mas em contexto externo à entidade e que todos os elementos da delegação da Maia foram testados, não se registando qualquer caso positivo.

De acordo com o comunicado da Cruz Vermelha da Maia, “este caso único foi contagiado fora da instituição, mantendo-se afastado das instalações e do contacto com as pessoas que a frequentam por motivos profissionais, para exercer o seu voluntariado ou recorrer aos nossos serviços”.

E acrescenta: “Para que não restem dúvidas, a Direção desta Delegação esclarece que todos os seus colaboradores e voluntários estão negativos para a Covid19”.

Para além disso, é esclarecido que “os colaboradores e voluntários” da Delegação da Maia “realizam testes com regularidade, tendo sido a última testagem feita a 31 de outubro último, tendo todos os resultados sido negativos”.

O comunicado conclui que “as atividades e serviços que esta instituição presta à comunidade, continuam a ser assegurados normalmente, estando acauteladas e inteiramente garantidas todas as regras de segurança sanitária para proteção do seu pessoal e dos utentes”.

Os colaboradores estão protegidos para também “protegerem as pessoas que a Cruz Vermelha atende”, referiu fonte da Direção contactada pelo Primeira Mão esta manhã, que sublinha ainda que a Delegação tem investido em equipamentos precisamente para garantir toda a segurança.

A Cruz Vermelha adquiriu “uma máquina de ozono para desinfetar eficazmente todas as ambulâncias” que utiliza nos serviços de socorro e apoio social, revelou ainda a nossa fonte, explicando que em termos humanos existe desdobramento de equipas para maior segurança.