Subiu para 43.569 o número de pessoas infetadas por COVID-19 em Portugal, mais 413 nas últimas 24 horas, de acordo com o relatório epidemiológico da DGS.

Os dados revelam ainda a ocorrência de 3 óbitos de ontem para hoje, elevando o total para 1.605 vítimas mortais do novo coronavírus no país.

O número de recuperados é agora de 28.772, mais 348 que ontem.

Tem sido notícia a polémica de que a DGS não estava a contabilizar no boletim diário os casos detetados nalguns laboratórios. A DGS explicou ontem que esses dados ainda estão a ser analisados e serão projetados nos próximos dias. No boletim de hoje, a DGS acrescenta o seguinte esclarecimento: «Os dados referentes à ARS LVT têm como fonte os dados agregados dos respectivos ACES. Optou-se por esta fonte porque a não notificação laboratorial no SINAVE LAB por um parceiro privado em 3 dias da semana em curso originou cerca de 200 notificações cuja distribuição ainda carece de análise.»

Maia mantém contagem de casos nos 950

O número de infetados no Norte está nos 17.723 (+59 que ontem) mas o número de mortos mantém-se nos 819 (=). Na região de Lisboa e Vale do Tejo o número de infetados atinge os 20273 (+317 que ontem) e o número de mortos subiu para 498 (+7 que ontem).

A maioria dos concelhos vizinhos da Maia e da Área Metropolitana do Porto, não registou neste dia 4 de julho qualquer novo caso de infeção por covid19, a exemplo do que tem vindo a acontecer nos últimos dias, com exceção de VN Gaia.

Já se contam 28 dias seguidos sem registo de novos casos de Covid19 na Maia. A contagem de infetados (desde o início da pandemia) estabilizou nos 950, desde o último dia 6 neste concelho.

VN Gaia tem 1.678 novos casos (+8 que ontem), enquanto Maia tem 950 (=), Valongo está com 764 (=), Santo Tirso 403 (=), Trofa 149 (=), Porto 1.414 (=), Matosinhos 1.292 (=) e Gondomar 1.093 (=).

boletim dia 4