DGS promete vacinação a quem já esteve infetado com covid-19

0
122
imagem DR
- Publicidade -

Depois do Centro Europeu para o Controlo de Doenças (ECDC) ter distinguido Portugal e Islândia, como os únicos países a não permitir que pessoas anteriormente infetadas com Covid-19 integrassem o plano de vacinação, a Direção Geral da Saúde (DGS) garantiu, hoje, que essas pessoas podem ser alvo de vacinação.

A autoridade de saúde nacional explica que a situação “está em constante atualização” e justifica a decisão tomada anteriormente com a escassez de vacinas.

“Em Portugal, as pessoas que recuperaram da infeção por SARS-CoV-2 vão ser vacinadas. Não se trata de não vacinar os recuperados. No entanto, neste momento, encontramo-nos num cenário em que o número de vacinas ainda é limitado. Por isso, num contexto de escassez, devem ser priorizadas as pessoas com maior risco de contrair a infeção por SARS-CoV-2 e que não tenham ainda tido a possibilidade de desenvolver resposta imunológica”, refere a DGS.

Destacando o “princípio de maximização do benefício” perante a carência de vacinas, a DGS confirma que “a vacinação de pessoas recuperadas poderá vir a ocorrer logo que a disponibilização de vacinas aumente”.

A Task Force já reforçou o aumento das entregas de vacinas previsto para o segundo trimestre.

- Publicidade -