Dia do Euromelanoma assinalado na Trofa

0
112

Na passada quinta-feira comemorou-se o 10º aniversário do dia do Euromelanoma. A iniciativa surgiu em 1999, ideia de um grupo de dermatologistas belgas. Há 10 anos, sempre a 27 de Maio, várias instituições de saúde promovem rastreios gratuitos ao cancro da pele. Para assinalar mais um Dia do Euromelanoma, o Hospital Privado da Trofa associou-se à iniciativa de âmbito europeu e levou a cabo uma acção de prevenção de doenças da pele. Os rastreios gratuitos duraram o dia inteiro e foram muitas as pessoas que se deslocaram ao hospital privado trofense para recorrer a consultas de dermatologia.

Veja o vídeo:

 

O sol foi uma constante na quinta-feira. Na sala de espera, as pessoas eram às dezenas. Cada rastreio durou cerca de cinco minutos. Apesar do grande número de interessados, foi possível rastrear centenas de pacientes ao longo do dia.

Já dentro do consultório do dermatologista Ângelo Azenha, as análises eram macroscópicas, realizadas à superfície da pele, e o rastreio implicava a examinação das pessoas da cabeça aos pés. Um dos sintomas de que algo está mal no nosso corpo é a alteração ou aparecimento de sinais na pele. Ângelo Azenha, um dos quatro dermatologistas do Hospital da Trofa, alerta para as mudanças que podem ocorrer nesses sinais. Segundo o clínico, "um sinal pode, a determinada altura, ser interpretado como normal, e subitamente alterar-se". De acordo com Ângelo Azenha, esta alteração das marcas no corpo pode dever-se a prolongadas exposições ao sol ou a razões de ordem genética. Lança ainda um alerta para as pessoas que têm um grande número de sinais. "É conveniente que, a uma pessoa que tenha 20, 30, 40 sinais, seja feito um mapa dessas marcas corporais", aconselha.

Os rastreios de prevenção do cancro da pele no Hospital da Trofa duraram toda a manhã e tarde de quinta-feira. A pouco tempo da época balnear, que se inicia na próxima segunda-feira, todos os cuidados são poucos. Para prevenir escaldões ou, em último caso, um cancro de pele, os clínicos recomendam o uso de protector solar, evitar a exposição prolongada ao sol e fazer rastreios regulares.