Dia do Sol juntou centenas de crianças na Casa do Alto

0
271

O Dia do Sol foi comemorado na Casa do Alto, em Pedrouços, a 3 de Maio. Os jardins deste espaço de lazer e cultura foram invadidos por centenas de crianças que tiveram a oportunidade de participar em várias actividades desportivas. A iniciativa estava inserida no projecto de saúde escolar “Com o Sol no Coração Vamos Ter Precaução”, desenvolvido nas escolas do 1º ciclo do ensino básico do concelho da Maia.
As actividades tinham por base uma bola que ia aumentando de tamanho, mostrando que, quanto maior for maior é o perigo ao entrar em contacto com ela, tal como acontece com o Sol.

O objectivo é, de forma lúdica, alertar as crianças para os riscos da exposição excessiva ao Sol. “Preparamos seis jogos com bola, em que o nível de grandeza está relacionado com o perigo que o Sol pode representar. Começamos com o badminton, que tem uma bola pequenina, que representa o Sol do início da manhã, que não é prejudicial. E acabamos com uma bola de Pitales, em que a criança quase que não pode tocar”, explica Nair Rocha, coordenadora do Gabinete de Saúde da Câmara da Maia.
Aquela responsável esclarece que a ideia não é mostrar às crianças que o Sol é inimigo. “Não é inimigo. Temos de ter precauções, temos que o saber usar e gerir nas nossas vidas. Sabemos que ele é importante, mas temos de ter algumas regras de segurança ao nível solar”.

O projecto de saúde escolar “Com o Sol no Coração vamos ter precaução” abrange cerca de 2500 crianças, e é desenvolvido pela Câmara da Maia em parceria com a Liga Portuguesa Contra o Cancro.
Tem como objectivo, sensibilizar as crianças a conhecerem o Sol, a pele e as medidas preventivas, lutando assim contra o aparecimento do melanoma maligno, o tipo de cancro mais perigoso. “De uma forma lúdica, as crianças aprendem a tomar cuidados com a exposição ao Sol, utilizando camisolas adequadas, colocando protectores solares, utilizando sempre os bonés. Se tiverem esses cuidados, o risco de aparecerem doenças na pele são minimizados. O cancro da pele é uma doença que mata em Portugal”, alertou o vereador da educação, António Nogueira dos Santos. Desta forma, as crianças acabam também por promover comportamentos mais correctos perante o Sol, junto dos seus familiares.

Fernanda Alves