Mais empregos à vista na Maia com valorização feminina

0
367
- Publicidade -

Há mais empregos à vista no concelho da Maia, devido à vontade de expansão do negócio por parte da Efacec, e consequentemente, no investimento que está a efetuar nos recursos humanos. Destaca-se neste enfoque nas pessoas, o vetor de valorização das mulheres.

A Efacec, empresa da Maia, lançou no dia 8, o 700 Recruta +, programa de recrutamento para os diferentes negócios, com um foco especial na mobilidade elétrica e automação, e que privilegiará a diversidade de género.

Em comunicado, a empresa anuncia que vai recrutar 700 pessoas até 2020, sendo este programa lançado para atingir esse objetivo. Visa o recrutamento de profissionais para os diferentes negócios da empresa, com foco nos negócios relacionados com as novas tendências observadas nos setores em que atua, como a mobilidade elétrica e automação.

O programa privilegiará a diversidade de género contribuindo, assim, para cumprir com o objetivo global da empresa: chegar às 500 mulheres até 2020. “Com este programa, pretendemos recrutar a nova vaga de talento que construirá a história da Efacec nos próximos 20 anos”, afirma o CEO da empresa, Ângelo Ramalho.

«Há dois anos iniciou-se uma fase de reposicionamento do portfolio, que se traduziu num aumento do volume de negócios e melhoria da rentabilidade dos seus produtos e serviços. Implicou também uma atenção a segmentos mais tradicionais do setor energético onde a empresa está presente e fruto dos quais podem ocorrer ajustamentos.

Foram ainda revistos os processos de gestão estratégica de recursos humanos, com o objetivo de modernizar os processos de desenvolvimento das pessoas e gestão de carreiras e adaptar as funções aos imperativos dos setores e mercados onde atua.
Refira-se a contratação de mais de 500 pessoas nos últimos dois anos, o aumento do número de horas de formação em 100% e a distribuição de prémios pelos resultados alcançados», é ainda explicado no comunicado.

“A Efacec tem-se assumido desde sempre como um protagonista na evolução das tecnologias ligadas à energia, ambiente e mobilidade. Este papel da Efacec não seria possível sem um foco no desenvolvimento do talento, pelo que a gestão das pessoas se assumiu como um dos principais processos estratégicos”, refere Ângelo Ramalho.

- Publicidade -