Empresário radicado na Maia morre em consequência da Covid19

0
536
Fernando Alves_foto de arquivo
- Publicidade -

Fernando Alves, natural de Celorico de Basto e proprietário do restaurante O Claudino, na cidade da Maia, perdeu a luta que iniciou há vários meses contra a Covid-19.

Fernando Alves, de 48 anos, chegou a estar em coma induzido durante várias semanas no Hospital de S. João, no Porto, acabando por sucumbir à doença no sábado, quando entrou em paragem cardiorrespiratória sem possibilidade de reversão, noticia o jornal O Minho.

O empresário de restauração com negócio radicado na Maia há diversos anos não conseguiu ultrapassar as complicações respiratórias e infeção em consequência da Covid-19.

O funeral realizou-se ontem, segunda-feira (5), num ambiente de muita consternação, na sua terra natal de Arnóia, e que se estendeu também na Maia, onde tinha muitos amigos e clientes que não dispensavam a sua ‘arte’ na cozinha.

A 1 de janeiro de 2021, Fernando escrevia na página de Facebook do restaurante que tinha sido detetado um caso positivo do novo coronavírus por entre o pessoal e que, por isso, iria encerrar portas temporariamente.

Mas O Claudino nunca mais abriu.

Fernando Alves publicitou a reabertura do Claudino no Primeira Mão em abril de 2016, mostrando com orgulho a sua aposta num novo espaço com base na cozinha tradicional portuguesa.
Nesta ocasião enviamos à família de Fernando Alves as sentidas condolências.

- Publicidade -