‘Escola Aberta’ integra colaboração de 13 coletividades do concelho

0
325
Foto: Arquivo
- Publicidade -

A Câmara da Maia aprovou no último mês de dezembro uma proposta de cooperação com as coletividades concelhias, que permite a realização de novas atividade durante o prolongamento de horário escolar, de forma integrada com as associações numa verdadeira “Escola Aberta”. A proposta foi apresentada pelo presidente da Câmara e pela vereadora da Educação ao executivo autárquico, que a aprovou por unanimidade.

A atividade ‘Escola Aberta’ visa partilhar com a escola o “importante património sócio-cultural e desportivo” reunido pelas associações, dotando o espaço do prolongamento do horário de “experiências enriquecedoras e promotoras do crescimento pessoal e social”.

Assim, o desafio colocado pela autarquia às 13 associações do concelho foi aceite de forma “entusiasta”, participando da ‘Escola Aberta’ as seguintes coletividades: ACR Os Fontineiros da Maia, Clube APOGK, CK Maia, Conservatório de Música da Maia, Escola Dramática de Milheirós, Ginásio Clube da Maia, Maia Basket, Maia Futsal Clube, Grupo Regional de Moreira, Rancho Infantil e Juvenil de Moreira, Rancho Folclórico de S. Pedro de Avioso, Rancho Infantil de S. Pedro Fins, Rancho Folclórico de S. Cosme.

António Silva Tiago e Emília Santos partem de dois pressupostos para avançar com estes protocolos com as coletividades.

Primeiro: “sendo a Maia um dos concelhos mais ricos em associações e coletividades, que a Câmara tem, desde há alguns anos a esta parte, incentivado o seu desenvolvimento, procurando satisfazer as suas necessidades, nomeadamente, através de apoios financeiros e cedência de equipamentos. Estas associações e coletividades são a expressão real das capacidades criadoras da sociedade maiata, dignificando e divulgando os sues usos e costumes, as suas tradições, ocupando os nossos jovens com atividades lúdicas e desportivas”.

Segundo: “ao longo de mais de 10 anos, asseguramos o acompanhamento das crianças antes e após o período diário de atividades educativas e durante a interrupção letiva. (…) A avaliação da satisfação com as Atividades de Apoio à Família junto dos pais e encarregados de educação permite-nos perceber que os nossos serviços dão avaliados como ‘bom’ e ‘muito bom’ por 91,5% dos inquiridos”.

- Publicidade -