Escola da Igreja de Folgosa faz cem anos

0
110

Foi em 1908 que a escola da Igreja, em Folgosa, recebeu os seus primeiros alunos. A data foi recordada hoje, numa cerimónia que serviu para homenagear 34 ex-alunos e nove ex-professores e que juntou diferentes gerações do estabelecimento de ensino, numa espécie de regresso à escola.

Em representação dos alunos, o provedor do munícipe, José Dias de Sousa e Silva, recordou aquele que foi o seu percurso escolar, que o levou até ao curso de direito, em Coimbra, e aquele que acabou por considerar o seu “mestre”, o professor Marques porque quem teve “uma admiração extraordinária”. “Olho para trás e digo que de todos os professores, grandes mestres, grandes ensinadores, foi o melhor professor que tive em todo o curso”.

Bernardete Baptista foi professora no estabelecimento de ensino durante cerca de 30 anos. Mas não é este o único laço que a une à escola onde vai frequentemente. É bisneta do fundador e doador da escola, José António de Sousa Marques. A docente não escondeu a emoção pelo centenário daquele que “foi o seu berço” porque o seu pai também foi professor na escola e recordou o bisavô que doou a escola em troca “de nada”.

Antes disso, o presidente da Câmara Municipal da Maia, o vereador da Educação, Nogueira dos Santos, o presidente da Junta de Freguesia de Folgosa e a presidente do Agrupamento de Escolas do Levante descerraram uma placa na escola EB 1 de Vilar de Luz evocativa de obras de melhoria que foram realizadas. A novidade vai para a cobertura de um espaço que estava amplo para a criação de uma cantina para os meninos.

Isabel Fernandes Moreira

Notícia a desenvolver na edição de Primeira Mão