Está requalificado um dos locais mais emblemáticos de Avioso Santa Maria

0
275

Oito anos depois da inauguração do Centro Cívico de Santa Maria de Avioso, eis que foi inaugurada, no passado domingo, a praça que liga o centro cívico à igreja paroquial, um dos locais mais emblemáticos desta freguesia da Vila do Castelo. Uma obra do arquitecto João Campos que mereceu elogios rasgados devido à sua capacidade de preservar alguns traços originais do local, e dar-lhe um cunho de modernidade.

A cerimónia de inauguração foi estrategicamente marcada para o final da missa dominical em Avioso Santa Maria. E nem o sol intenso afastou a população que quis testemunhar o momento. O padre Couto tratou de abençoar o local e no pequeno palco de mármore, à sombra, começaram os discursos.

O primeiro a usar da palavra foi o presidente da Junta de Freguesia de Avioso Santa Maria. Visivelmente satisfeito, Hamilton Prata afirmou que há muito tempo que pretendia esta obra, que representa um progresso. A ideia era dar uma nova vida ao espaço, fazendo dele um “verdadeiro” local de lazer. “Foi uma enorme vontade de renovar um dos locais nobres da freguesia, dando um novo contributo ao plano urbanístico”, referiu. E acrescentou que gosta que a freguesia progrida. Por isso, “não olho a cores políticas, olho à forma e ao bem-estar das populações. É esse o meu lema: trabalhar sempre para os outros porque para mim nunca fui pessoa de fazer em proveito próprio”.

Hamilton Prata gostou do resultado final obtido na praça até porque considera que era o espaço que faltava à freguesia. “É um espaço de lazer que não tínhamos tanto para a terceira idade como para a juventude. Por isso, no dia da inauguração, a tarde foi preenchida com a actuação de dois ranchos folclóricos. Amanhã, a noite será dedicada à juventude. A partir de agora vamos dinamizar a praça”.

“Uma belíssima obra”. “Umas das mais belas praças que o município tem”. O elogio partiu do presidente da Assembleia Municipal da Maia. Luciano Gomes enalteceu a empreitada, referindo que esta praça é “um exemplo do que é possível fazer quando duas entidades se juntam no sentido de fazer o bem para as suas populações. Sem a junta e a Câmara esta obra não seria possível”.

Mostrou-se ainda “orgulhoso” por fazer parte de um grupo de autarcas que fazem do município da Maia um concelho “importante” e “onde todos nós nos sentimos cada vez melhor”.

Também o presidente da Câmara Municipal da Maia, Bragança Fernandes, não poupou nos elogios que endereçou ao arquitecto e à obra projectada por si. É um verdadeiro hino à beleza e à preservação arquitectónica”.

Considera ainda tratar-se de uma obra de “grande relevo” para a população local, que “representa um novo ânimo para a população uma junta inaugurar uma praça destas”. A praça, que teve uma comparticipação da autarquia na ordem dos 250 mil euros, diz o autarca que reflecte a cuidado que pretende para o concelho.

O edil maiato acredita que os espaços públicos são “cada vez mais” um local de referência, um ponto de encontro. E é isso que pretende que aconteça em Avioso Santa Maria.

Não terminou sem anunciar à população presente que a autarquia está a investir “milhões de euros” em Avioso Santa Maria em obras. E a título de exemplo apontou o alargamento do cemitério, a requalificação do Monte de Santo Ovídio e a construção de um polidesportivo junto ao ecocentro.

O presidente da Junta de de Avioso Santa Maria diz que “faltam sempre coisas” e que “é preciso sempre mais”. Não esconde que gostava de alargar o cemitério e fazer uma casa mortuária, arranjar a via Padre Arnaldo Duarte para que ela continuasse até Cidadelha, assim como outras que já estão abertas gostava de as concluir e tudo isso se irá fazer”, acredita.

Daí que tenha ouvido com satisfação a intervenção do presidente da Câmara Municipal da Maia. Bragança Fernandes falou, pelo menos, da sua intenção de alargar o cemitério e Hamilton Prata acredita que vai acontecer, “com esforço e com trabalho”. “Se a população nos der uma maioria, é isso que vai acontecer. Estamos sempre dependentes da população”.

Isabel Fernandes Moreira