Família de vítima de atropelamento na Maia recorre da pena ao homicida

0
238
foto CMTV
- Publicidade -

A família de um homem de 23 anos assassinado num atropelamento intencional, em 2020, na Maia, vai recorrer da pena de 15 anos de cadeia aplicada ao homicida pelo Tribunal de Matosinhos. O crime foi filmado por câmaras de videovigilância.

“O coletivo foi rigoroso a apreciar a maioria dos factos, mas discordamos da medida da pena e da conclusão de que o arguido esteja arrependido”, diz Pedro Miguel Carvalho, advogado da família. Após uma discussão, um jovem de 21 anos atropelou e matou o companheiro da sobrinha.

O momento do atropelamento foi captado por um circuito de videovigilância.

O homem de 21 anos, já condenado pelo tribunal de Matosinhos, atropelou de forma intencional o homem de 23 anos, que acabou por morrer já no hospital de São João no Porto.

A imagem foi publicada pela CMTV.

- Publicidade -