Funcionária agredida por família de aluno da EB 2,3 da Maia

0
139

Uma funcionária da Escola EB 2,3 da Maia foi violentamente agredida, esta segunda-feira, pelos pais e irmã de um aluno da escola. A agressão ocorreu no final de mais um dia de aulas. A PSP da Maia foi chamada ao local, por volta das 18h45. A funcionária foi assistida por uma ambulância do INEM e transportada ao Hospital Pedro Hispano para receber tratamento aos ferimentos que sofreu no rosto e nas costas. Ao que tudo indica, esta quinta-feira, a vítima das agressões continuava hospitalizada.

Os agressores pertencem a uma família de etnia cigana. De acordo com fonte da PSP, tudo aconteceu na hora de saída das aulas, por volta das 18h30. Já no exterior, o aluno pretendia entrar novamente na escola, mas a funcionária que se encontrava junto ao portão, não deixou. Inconformado, o aluno terá chamado os pais e a irmã que se encontravam nas proximidades, e já dentro da escola começaram a agredir a funcionária da portaria com socos na face e nas costas. É mais um caso de violência nas escolas, envolvendo familiares de alunos e funcionários. Os agressores foram identificados pelos agentes da PSP da Maia que foram enviados para o local.

Como a agressão não foi testemunhada pelos agentes da autoridade, foi elaborado um auto-de-notícia e o caso será agora remetido a tribunal.

PRIMEIRA MÃO tentou ainda ouvir a presidente do Conselho Executivo da Escola EB 2,3 da Maia, mas esta não se mostrou disponível para prestar declarações. Por parte da Direcção Regional de Educação do Norte, designadamente da equipa de apoio às escolas do Porto e Maia, não foi possível o contacto com a coordenadora Estela Carneiro, por se encontrar incontactável.

FA