GNR da Maia alerta idosos para possíveis burlões

0
148

“Se vos ligarem a dizer que é de uma clínica da Maia que vai abrir e que está a oferecer rastreios para toda a família, isso não é verdade”. O conselho foi dado pelo segundo sargento, João Castro, do posto da GNR da Maia, esta terça-feira, no auditório da Junta de Freguesia de Santa Maria de Avioso, numa acção de sensibilização destinada à população mais idosa.

Esta é uma situação que está acontecer, hoje em dia, no município, explicou o militar, embora ainda estejam a investigar o que se passa. A verdade é que alguns dos presentes na sala confirmaram que já tinham sido abordados nesse sentido.

Seja para oferecer rastreios ou para entregar prémios, o melhor “é não alimentar a conversa ao telefone porque isso são situações que podem encapotar burla”, referiu João Castro. Os burlões, explicou aos idosos, apresentam-se de várias formas. Na sua maioria, “são pessoas bem vestidas, bons falantes e que transmitem uma imagem credível”.

Outro dos conselhos para quem vive sozinho passa por nunca abrir a porta a um estranho. “Ele pode estar sozinho mas ter mais dois ou três no carro”. E se estiverem sozinhos simulem que está alguém dentro de casa porque, na maioria dos casos, em caso de dúvida, os larápios não actuam.

E quando estão sozinhos, a GNR aconselha também a terem sempre o telefone por perto porque, se por obra do destino derem uma queda, podem ligar a pedir apoio. E não há que enganar. É só marcar o 112. “Dá para tudo e eles depois encaminham a chamada”

Os conselhos aos mais idosos foram então transmitidos pelo segundo sargento, numa iniciativa da Guarda Nacional Republicana, que pretende alertar a população para a eventualidade de serem, de alguma forma, surpreendidos pelos burlões. “são pessoas que, de uma forma expedita, utilizam determinadas formas para conseguirem enganar as pessoas menos atentas”.

Por isso, aproveitaram também para deixar algumas dicas, principalmente relacionadas com a forma como devem actuar, com a forma como se devem precaver quando são abordadas ou através de telefone ou contacto pessoal para não serem burladas, bem enganadas”.

João Castro afirma que existem algumas situações de burla no concelho da Maia. No entanto, admite que têm surgido de uma forma “menos regular”, até porque a GNR tem lavado a cabo várias acções no sentido de alertar os mais velhos para esse tipo de situações que os podem levar ao engano”.

Mas o militar da GNR admite que não só os mais velhos que se deixam enganar. Não esconde que a GNR gostava de fazer este tipo de actividade a outros sectores da sociedade. Certo é que, este ano, já realizaram várias acções voltadas para os idosos, mas ainda fazer mais algumas.

Isabel Fernandes Moreira