Homem imolou-se na PSP da Maia

0
149

Os agentes da PSP da Maia que se encontravam na esquadra, na madrugada de terça-feira, foram surpreendidos com a entrada de um indivíduo que ameaçava pegar fogo a ele próprio, caso não falasse com o pai.

Eram 03h50 quando António Alberto, de 38 anos, morador em Gueifães, na Maia, se dirigiu ao agente que estava de serviço e pediu para falar com o pai. De isqueiro na mão e com a roupa a cheirar a gasolina, ameaçava pôr termo à vida. Entretanto, enquanto o agente fazia a chamada telefónica, um outro elemento da PSP que acabava de chegar num carro-patrulha, e aproveitando um momento de distracção do indivíduo, dirigiu-se à camarata e trouxe um cobertor, como medida cautelar.

Inesperadamente, e enquanto falava com o pai ao telefone, António Alberto, chegava fogo a ele próprio. De imediato, os agentes tiraram-lhe o casaco em chamas e cobriram-no com o cobertor para apagar as chamas. Apesar da rápida intervenção dos agentes da PSP da Maia, António Alberto sofreu queimaduras graves no rosto, tronco e braços. Foi assistido no local, por uma equipa do INEM e encaminhado para o Hospital de São João, onde ficou internado.
Ao que tudo indica, António Alberto não terá aguentado o facto de ser o único elemento da família a estar desempregado. E de acordo com o pai, não era a primeira vez que ameaçava matar-se.

FA