Inaugurado o novo posto da GNR da Maia

1
343

O ministro da Administração Interna, Rui Pereira, inaugurou esta tarde o novo Posto da GNR da Maia. Mudou-se do centro da cidade para a Rua Augusto Nogueira da Silva, em S. Pedro de Avioso, na Vila do Castelo. Mesmo junto à Estrada Nacional (EN) 14.

As novas instalações custaram cerca de 1,3 milhões de euros,  sendo 600 mil suportados pelo Governo, no âmbito de um protocolo celebrado entre o Ministério da Administração Interna (MAI) e a Câmara Municipal da Maia. O restante foi investimento da autarquia, que cedeu também o terreno e fez as obras de adaptação do edifício.

O novo posto tem vestiários, quartos, gabinetes de inquérito e de apoio à vítima e a parada das viaturas, entre outras valências. É desde há duas semanas o local de trabalho dos 41 militares da GNR da Maia, que contam com o apoio de nove viaturas para servir uma população de quase 50 mil habitantes, distribuída pelas freguesias de Santa Maria e S. Pedro de Avioso, Barca, Gondim, Gemunde, Moreira, Vila Nova da Telha, Nogueira, S. Pedro Fins, Folgosa e Silva Escura. A zona de acção ascende a cerca de 60 quilómetros quadrados.

Presente na cerimónia de inauguração, o 2º Comandante Geral da GNR, o Tenente-General Mário Augusto Cabrita, reconheceu que são “instalações mais adequadas para garantir a segurança”, embora alertando que também os cidadãos devem “participar mais” nesse esforço. 

Mas o presidente da Câmara da Maia quer mais do Governo, no que se refere às forças de segurança. Aproveitando a presença do ministro da Administração Interna, Bragança Fernandes  reiterou o pedido de uma esquadra da PSP ou de um posto da GNR para Moreira, que sirva também Vila Nova da Telha. Aliás, um desejo antigo e repetidamente formulado pelos presidentes de junta das duas freguesias. Sem responder directamente ao apelo, ou seja, sem mencionar a construção de instalações, Rui Pereira garantiu apenas que a aposta do Governo continua a ser o reforço do dispositivo:

[audio:RUI_PEREIRA.mp3]

E porque estava num posto da GNR, Rui Pereira foi questionado sobre o alegado mau-estar entre o MAI e o Comandante Geral da Guarda. O ministro desmentiu a existência de problemas com a figura que ele próprio ajudou a escolher:

[audio:GNR_RUI.mp3]

Sobre os estatutos profissionais da PSP e da GNR, Rui Pereira garantiu que vai colocar os dois diplomas à votação ainda na actual legislatura. Resta saber se serão aprovados em Conselho de Ministros antes das legislativas de 27 de Setembro.

Marta Costa

1 COMENTÁRIO

  1. João Couto Lopes
    Rua A 33 Vila Nova da Telha

    Ontem assisti á inauguração do novo posto da GNR em S. Pedro de Avioso
    Foi dito que o novo posto tem vestiários, quartos, gabinetes de inquérito e de apoio à vítima e a parada das viaturas, entre outras valências.

    Também foi dito que o efectivo de militares naquele posto é de 41 militares e de 9 viaturas para uma população de cerca de 50 mil habitantes.

    O que não foi dito ao ministro é que desses 41 militares metade são de secretaria não saem para patrulhamento, restando 20 militares para uma população de 50 mil habitantes, sei que o comandante deste posto da GNR por vezes tem de pedir ajuda aos camaradas da Povoa, isto não foi dito ao ministro.
    Era bom que vocês como comunicação social fizessem saber da realidade a quem de direito.

    João Couto Lopes

Comments are closed.