Jovem morreu ontem após atropelamento numa corrida ilegal de automóveis (Notícia atualizada)

0
259
Hospital S. João (foto DR)

O jovem de 25 anos, que foi vítima de um atropelamento violento enquanto assistia a uma corrida ilegal em Vilar de Luz, na freguesia de Folgosa, na Maia, estava em morte cerebral, mas acabou por falecer ontem.

Hugo Ramos, residente em S. Mamede do Coronado, Trofa, sofreu o impacto brutal de um carro que participava numa corrida ilegal de automóveis, já era madrugada de sábado.

As equipas de socorro que acorreram ao local do acidente conseguiram reverter a paragem cardiorrespiratória sofrida pelo jovem, que foi transportado em estado crítico para o Hospital de S. João, no Porto.

A vítima foi socorrida pelos Bombeiros Voluntários de Santo Tirso, apoiados pela SIV de Santo Tirso, VMER do Hospital de S. João. No local estiveram ainda a GNR da Maia e o destacamento de intervenção do Porto da GNR.

O condutor foi identificado no local pela GNR.

O oficial de Relações Públicas do Comando do Porto da GNR, em declarações ao JN, referiu que o atropelamento foi tratado como “um acidente de viação”, e não como consequência da realização de uma corrida ilegal na zona, que está referenciada pelas autoridades por ser frequentemente palco desses eventos.

“A informação que prestaram às forças de segurança foi essa. Não havia nada que apontasse para uma corrida ilegal. Se houvesse, teriam sido tomadas outras diligências”, afirmou o capitão Rui Ferreira, sublinhando, no entanto, que esse cenário “não está posto de parte” e que, se vier a verificar-se, será efetuada a devida investigação.

O vídeo do choque do automóvel com o jovem que circula no facebook (e a que tivemos acesso) contém imagens violentas, motivo pelo qual resolvemos não o publicar.