Juliana Oliveira é uma das empresárias escolhidas para representar o país numa iniciativa de empreendedorismo europeia

0
599
- Publicidade -

Portugal foi distinguido na 3ª edição europeia do “EY Entrepreneurial Winning Women”, nomeando duas portuguesas para representar o país, sendo uma delas uma empresária da Maia, Juliana Oliveira.

Esta é uma iniciativa que tem como objetivo reforçar a importância do empreendedorismo na sociedade, através da inovação do espírito empreendedor e da liderança.

Juliana Oliveira, CEO e cofundadora da Olimec (uma empresa da Maia), e Carmen Vicente, CEO da PPM Coachers (de Lisboa), foram as primeiras portuguesas a participar no programa da EY e vão representar o país ao longo do próximo ano.

As duas portuguesas irão integrar a “Europe Class” 2018, onde terão a oportunidade de expandir os seus conhecimentos com o apoio de consultores seniores e empreendedores experientes, traçar estratégias de negócio, bem como ter acesso a potenciais parceiros, investidores, clientes e fornecedores, a nível europeu.

A EY acredita que a liderança no feminino tem um papel vital no crescimento dos mercados mundiais, tendo vindo a desenvolver vários projetos que têm como objetivo o reconhecimento e o apoio às várias empreendedoras que se destacam no panorama empresarial.

Uma dessas iniciativas é o“EY Entrepreneurial Winning Women”, um programa com mais de dez anos de existência, que tem como objetivo apoiar e valorizar um grupo distinto de mulheres inspiradoras e dinâmicas, cujos negócios demonstram potencial de crescimento.

Empresária maiata já esteve em Bruxelas

Juliana Oliveira é uma empresária maiata, cofundadora da Olimec, empresa do setor da metalomecânica, sediada no concelho. Já no ano passado uma amiga desafiou a empresária a participar neste iniciativa e ficou com a ideia de se candidatar, mas só este ano reuniu condições para o fazer.

Alguns dos requisitos para as mulheres se candidatarem é terem uma empresa há mais de dois anos e terem, no ano anterior, atingido faturação mínima de 1 milhão de euros.

Em 2017, o “EY Entrepreneurial Winning Women”, um programa da Ernst & Young, apoiou cerca de 400 mulheres empreendedoras, provenientes de 50 países.

No âmbito deste programa, as duas candidatas portuguesas já representaram o país no primeiro de dois encontros anuais, em Bruxelas, dias 17 e 18 de outubro. O segundo terá lugar em março.

- Publicidade -