L’óreal Portugal distinguiu cientista portuense com medalha de honra

0
187

Joana Marques, uma jovem cientista do Porto, foi distinguida pela sétima edição do galardão “Medalhas de Honra L’Óreal Portugal para as Mulheres na Ciência 2010”. Tem como objectivo “incentivar jovens investigadoras que efectuam a sua pesquisa em Portugal, já doutoradas e com idade não superior a 35 anos de idade, a prosseguir estudos que, pela sua relevância para a saúde, qualidade de vida e ambiente, não devem ser travados pela falta de apoio e financiamento”.

Com apenas 32 anos, Joana Marques é investigadora no Serviço de Genética da Faculdade de Medicina do Porto. Está a desenvolver um projecto que tem como objectivo, identificar os genes que permitam induzir uma célula do organismo a assumir características idênticas às das células estaminais embrionárias. “Iniciei esse projecto na Universidade de Cambridge, no Reino Unido, e agora vou dar continuidade cá na Faculdade de Medicina do Porto”.

A jovem cientista recebeu, esta terça-feira, na Academia de Ciências de Lisboa, uma medalha de honra e ainda um prémio monetário no valor de 20 mil euros, “que vai ser importante para adquirir algum equipamento que era necessário para investigação e que não tínhamos no laboratório”.
Para além do reconhecimento do seu trabalho, Joana Marques diz que “é um “incentivo para se continuar a fazer investigação científica de qualidade no nosso país”.

O galardão distinguiu mais duas cientistas portuguesas: Liliana Bernardino de 30 anos, investigadora do Centro de Neurociências de Coimbra, e de Sílvia Barbeiro de 35 anos, investigadora do Centro de Matemática da Universidade de Coimbra.

FA