Maia altera horários de equipamentos desportivos e culturais

0
215
Pavilhão de Pedrouços (imagem de arquivo)

 
O presidente da Câmara Municipal da Maia determinou o encerramento dos equipamentos municipais desportivos às 22 horas e dos equipamentos municipais culturais às 22h30.
 
António Silva Tiago justifica esta decisão com o facto de, sendo o dever de recolhimento da população fundamental para a eficácia do combate à pandemia, “importa que a frequência pelo público dos equipamentos municipais, desportivos e culturais, seja igualmente limitada no seu horário de funcionamento para permitir o recolhimento ao domicílio mais cedo do que o habitual”.
 
Em despacho assinado a 3 de novembro, o autarca autoriza a realização das feiras e mercados de levante, sendo que os mesmos devem cumprir os planos de contingência em vigor, manter as condições de segurança de utentes e feirantes e cumprir as orientações da Direção Geral de Saúde.

“Os mercados e feiras de levante asseguram tradicionalmente a satisfação de necessidades básicas e uma parcela não negligenciável da nossa população e são a única fonte de rendimento para muitas famílias de pequenos comerciantes”.
 
O presidente do executivo maiato determinou ainda que se mantenham encerrados parques infantis e equipamentos similares, bem como o reforço de policiamento de locais propícios ao ajuntamento de pessoas.
 
António Silva Tiago determinou também a entrada em teletrabalho dos trabalhadores do Município cuja atividade o permita, a formação de equipas em espelho e a opção pela jornada contínua de trabalho, sendo assegurados todos os serviços municipais que podem continuar a funcionar, desde que garantida a proteção da saúde de funcionários e público e a qualidade e eficiência do atendimento e dos respetivos serviços.

Também as reuniões estão limitadas, devendo-se promover a sua realização por meios digitais com recurso às telecomunicações multimeios.