Maia começou hoje a testar nas escolas

0
777
imagem Angélica Santos
- Publicidade -

No dia em que se registaram mais casos em 24 horas de Covid19 em Portugal (10.027 casos e 91 mortos), o município da Maia deu o arranque simbólico à testagem de professores e pessoal auxiliar das escolas do concelho.

Os primeiros testes realizaram-se esta tarde na Escola Básica e Secundária de Pedrouços, com a presença do presidente e vice-presidente da Câmara da Maia, do responsável pela Delegação da Cruz Vermelha da Maia e do presidente da Junta de Pedrouços.

Nesta quarta-feira, fizeram-se cerca de 200 testes à comunidade educativa, com a colaboração da Cruz Vermelha, parceira da autarquia neste programa que se deverá estender a 4 mil pessoas.

No arranque de mais um período letivo, a Câmara resolveu agir na prevenção oferecendo à comunidade educativa estes testes, com um objetivo preciso de uma intervenção com três vetores: testar, identificar e isolar. Silva Tiago, presidente da Câmara da Maia, chama-lhe a “chave do sucesso de qualquer comunidade perante este vírus invisível e esta pandemia brutal que assola todo o mundo”.

É uma aposta firme em implementar um travão à pandemia, num esforço, sublinhou Silva Tiago, presidente da Câmara da Maia, que se tem vindo a sentir nas últimas semanas, com a descida da Maia para o segundo patamar de risco menos grave – “elevado” – e que se espera vá continuando a descida, apesar dos números elevados de casos após o período com meno0s restrições, do Natal, como é exemplo os novos casos registados no dia de hoje (6 de janeiro).

Helena Oliveira, auxiliar da Escola do Paço, considera que é uma “boa iniciativa” e que até deveria “incluir as crianças”. Esta funcionária afirma que não teve receio de contrair o vírus pela doença em si, mas “pela possibilidade de contaminar a sua família”, pois tem dois filhos, como referiu ao jornal Maia Primeira Mão.

O presidente da Junta de Pedrouços, Joaquim Araújo, mostrou-se agradado com o facto de o arranque simbólico acontecer na sua freguesia. É importante prevenir, sendo que, de resto, a comunidade em Pedrouços tem acatado bem as orientações das autoridades e tem-se acautelado. E o facto é que “somos uma das freguesias onde houve menos casos de Covi19”, afirmou Araújo à nossa reportagem.

Numa nota de imprensa entregue esta tarde aos jornalistas, o município informa que os últimos dados – relativos aos últimos 14 dias até este dia 6 de janeiro – indicam que a Maia regista 418,8 casos por 100 mil habitantes confirmando uma evolução positiva de 36%.

Desde março já foram realizados nos 2 centros de rastreio do concelho da Maia, com brigadas móveis, mais de 21.500 testes.

A testagem nos estabelecimentos de ensino vai prosseguir com brigadas móveis da Cruz Vermelha, que vão aos estabelecimentos de ensino para chegar até 4 mil pessoas. É um processo gratuito e facultativo, tendo José Ferreira, responsável pela Cruz Vermelha da Maia, assegurado que a comunidade educativa tem aderido em massa e feito as inscrições sem qualquer problema.

A testagem será feita por brigadas móveis com a exceção do agrupamento Doutor Vieira de Carvalho, em Moreira da Maia, cuja campanha será feita no posto fixo para realização de testes à Covid-19 da CVP no parque de estacionamento da estação do Metro de Pedras Rubras.
No sábado, os funcionários do pré-escolar da rede solidária do concelho da Maia poderão fazer os testes no posto fixo.

imagem Angélica Santos
- Publicidade -