Maia faz rastreios do cancro do colo do útero

0
114

Já em Novembro, o Centro de Saúde da Maia inicia uma experiência piloto de realização de rastreios do cancro do colo do útero. O anúncio foi feito na segunda-feira, pela ministra da Saúde, Ana Jorge, quando assistia à primeira vacina contra o Vírus do Papiloma Humano (HPV), no âmbito do Plano Nacional de Vacinação.

Sublinhando que o Ministério da Saúde “está a criar condições para aumentar o rastreio, para que este seja mais eficaz em todas as regiões do país”, a governante adiantou que as mulheres com idades entre os 30 e os 65 anos vão ser convocadas para realizar o rastreio gratuito.

Primeiro, no Centro de Saúde da Maia, alargando-se depois o projecto à região Norte. Ana Jorge admitiu que, até ao final do ano, estes rastreios sejam também uma realidade em alguns centros de saúde da região de Lisboa e Vale do Tejo. A intenção do Ministério da Saúde é que, em 2009, o programa nacional de rastreio do cancro do colo do útero esteja disponível em todo o país.

Marta Costa

(Notícia desenvolvida na edição de amanhã de Primeira Mão)