Maia Jardim de portas abertas

1
139

Abriu ontem ao público o mais novo espaço comercial da Maia. Vai criar cerca de 600 empregos directos e tem a quadragésima loja Continente em território nacional. Conta também com lojas Sportzone, Worten, Modalfa e outras marcas do grupo Sonae e representa um investimento de 50 milhões de euros. Estamos a falar do novo centro comercial Maia Jardim, junto à rotunda da antiga Finex, em Nogueira da Maia, junto ao nó da auto-estrada A41.

 

A apresentação para convidados e imprensa foi na quarta-feira, ao fim da tarde. Contou com a presença de muitos convidados, autarcas e quadros da empresa Sonae. Pelos corredores do novo centro comercial, foi possível ver Belmiro de Azevedo, acompanhado pelo sucessor, Paulo Azevedo, assim como vários elementos da autarquia maiata. Bragança Fernandes, António da Silva Tiago e Hernâni Ribeiro fizeram questão de comparecer à inauguração.

É a segunda abertura do grupo Sonae na Maia em duas semanas. Primeiro o Modelo no novo Vivaci, agora o Continente. O grupo agora liderado por Paulo Azevedo nutre um carinho especial pela Maia. O responsável pela marca Modelo Continente desde o início do ano, Luís Moutinho, lembra que "é na Maia que a Sonae tem a sua sede operacional e foi onde começou a crescer, daí existir um carinho muito especial pela Maia".

Este é o Continente número quarenta, 24 anos depois da abertura do primeiro hipermercado da marca, na Senhora da Hora. O número redondo não tem "nenhum significado especial" para Luís Moutinho. O que conta, diz o responsável, é "incorporar as últimas inovações e as últimas novidades". Acrescenta ainda que a Sonae "olha para um novo projecto não como apenas mais um, mas como um projecto diferente. De certeza que a 41.ª loja será diferente desta que inauguramos hoje".

Proximidade com o MaiaShopping

A poucos quilómetros do novo Maia Jardim está o Maiashopping. Facto que não preocupa nem os gestores da Sonae nem o presidente da Câmara da Maia, Bragança Fernandes. O autarca da Maia vai mais longe e considera que a concentração de espaços comerciais é um bom sinal. Quantos mais melhor, considera o autarca, e dá exemplos de um município vizinho, Matosinhos, que conta com uma grande concentração de restaurantes na zona das praias. "Estão sempre cheios", garante Bragança Fernandes. "É o caso dos supermercados. Os clientes sabem que se não tiverem uma coisa num local, vão procurar noutro mais ao lado", avança o presidente da autarquia. Da mesma opinião é Luís Moutinho, ao considerar que "há espaço para todos os projectos e há vários tipos de clientes. Os consumidores são todos diferentes e têm actos de compra diferentes. Há que ter espaços que consigam agradar aos vários clientes.

Projecto Hipernatura Continente

Mais um espaço comercial na Maia e mais um espaço verde. O administrador da Sonae, Luís Moutinho, adiantou ainda que está a surgir um novo espaço verde em Gueifães financiado pelo grupo que, considera, "faz parte da responsabilidade social da Sonae". A Maia faz parte, desde Setembro do ano passado, do Projecto Hipernatura Continente, iniciativa que tem como objectivo fomentar as actividades em família e ao ar livre. Em Gueifães, foi reabilitado um jardim, com a criação e construção de uma mata autóctone no coração da freguesia.

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.