Maia Saúde com “óptima” participação

0
101

Apesar da chuva do fim-de-semana, foram muitas as pessoas que aproveitaram a Mostra da Saúde no Parque Central da Maia para avaliar o seu estado de saúde. A diversos níveis, graças aos inúmeros rastreios e acções de sensibilização promovidos pela Câmara Municipal da Maia, no âmbito do evento “Maia Saúde 2009”.

No fim-de-semana de 6 e 7 de Junho, diversos stands da Mostra da Saúde abriram as portas à população. Ocupados por entidades da Maia e não só, todas ligadas à saúde e bem-estar, proporcionaram aos que por lá passaram rastreios de audição, cardiovascular, do colesterol, colheita de sangue, despistagem do glaucoma, epilepsia, higiene oral, Índice de Massa Corporal (IMC), osteoporose, podologia, tensão arterial, terapia da fala, triglicerídeos, visão e até VIH / SIDA, entre outros.

Na abertura da Mostra da Saúde, no sábado de manhã, o presidente da Câmara Municipal da Maia destacou a qualidade dos stands disponíveis no Parque Central, desejando Bragança Fernandes que a chuva que caía não afastasse a comunidade da iniciativa, que “deu tanto trabalho a organizar”, sublinhou o autarca. E que tem como objectivo que “as pessoas aqui da Maia sejam vigiadas clinicamente”, sobretudo as que possam não ir ao médico com regularidade, “por uma razão económica, porque a crise está tão má”.

Já no final do Maia Saúde 2009, o vereador responsável pelo pelouro da Saúde salientou a “enorme” afluência aos rastreios e acções de sensibilização que fizeram esta Mostra da Saúde, “completamente diferente das anteriores”. Ao ponto de nem todos conseguirem dar resposta à procura da comunidade, destacou Nogueira dos Santos:

[audio:SAUDE.mp3]

À parte este Maia Saúde 2009, conclui o autarca maiato que as preocupações da população com a saúde têm sido constantes. Seja em rastreios realizados ao longo de todo o ano ou a propósito da comemoração de efemérides relacionadas com a saúde.

Marta Costa