Maiambiente bate recorde

0
155

A Maiambiente bateu um recorde de recolhe selectiva no mês de Setembro. A empresa municipal registou, no mês passado, um rácio de 25 por cento de resíduos recolhidos selectivamente face ao total de recolhas.

Das 45 802 toneladas de resíduos recolhidos, 11 372 toneladas foram encaminhados para unidades de reciclagem e compostagem, “dando lugar a novos produtos, contribuindo de forma decisiva para a sustentabilidade dos recursos naturais”, refere a autarquia, em comunicado.

Este é o “valor mais elevado alguma vez registado pela Maiambiente, e simultaneamente o melhor entre todos os municípios do país”.

A análise efectuada permitiu verificar um “crescimento sustentado” nas quantidades recolhidas, em praticamente todos os tipos de resíduos valorizáveis e uma redução nas quantidades recolhidas de resíduos “indiferenciados”.

Como é habitual, o papel/cartão continua a liderar, seguindo-se o vidro, os “verdes” (resíduos de jardins e outros) e pelas embalagens (incluindo plástico). Também os resíduos de construção e demolição, orgânicos e de equipamento eléctrico e electrónico, assinalam contributos crescentes para o resultado final.