Maiato acusado de violência doméstica obrigado a afastamento de residência e das vítimas

0
176
imagem de arquivo

O Comando Territorial da GNR do Porto, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) do Porto, deteve ontem, dia 14, um homem de 35 anos por violência doméstica, no concelho da Maia. Depois de ir a Tribunal, o homem acabou por sair em liberdade.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial ontem, dia 14, no Tribunal de Instrução Criminal de Matosinhos, onde lhe foram aplicadas as medidas de coação de afastamento da residência e proibição de se aproximar, de contactar e de frequentar os mesmos locais que as vítimas.
 

No âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito, um toxicodependente, nos últimos meses terá injuriado e ameaçado de morte a vítima, sua esposa de 35 anos, com quem está casado há 11 anos.

Devido ao agravamento do consumo de droga, o que colocou a questão monetária familiar em risco, as agressões verbais tornaram-se mais frequentes, atingindo também a filha menor de ambos, apenas com dois anos de idade, motivos que conduziriam à sua detenção pela GNR.