Mais um boletim da DGS com zero casos nas últimas 24 horas na Maia

0
1163
Covid

Na Maia registam-se hoje os mesmos 744 casos de infetados pela Covid-19, os mesmos dos últimos dois dias, de acordo com os boletins publicados pela DGS.

Nas últimas 24 horas o novo coronavírus fez 21 vítimas mortais em Portugal, aumentando o número total mortes no país de 714 para 735, de acordo com os dados da DGS.

No mesmo período registaram-se mais 657 pessoas infetadas, subindo de 20.206 para 20.863 o total de casos confirmados.

Já o número de pessoas recuperadas mantém-se nos 610 pelo terceiro dia consecutivo.

O concelho da Maia, tem pela segunda vez uma paragem no contágio da Covid-19, sem quaisquer novos casos a registar em 24 horas. Um sinal positivo para o esforço de contenção da pandemia, que atingiu números elevados a exemplo do que passa na região Norte, em que o número de casos ascende a 12.543, e o número de mortos atinge 424.

Nos concelhos vizinhos de Trofa há 108 (+3) casos positivos e Santo Tirso tem 249 (+3). Valongo está já com 592 infetados (+7) e Matosinhos atinge 876 (+1).

Os mais afetados pela covid19 são Porto e VN Gaia, com, respetivamente, 1068 positivos (+9) e 1060 (25).

Governo avisa: contenção é para manter

O primeiro-ministro António Costa diz que a partir de maio já não quer retomar o estado de emergência, mas avisou que as medidas de contenção são para manter. E alertou que este “não é o momento para divisões, mas sim para todos nos mantermos unidos”, numa referência à polémica por causa das comemorações do 25 de Abril.

Mais de 850 mil alunos do ensino básico contam a partir de hoje, e durante o terceiro período, com aulas de apoio através da televisão, e vão aprender com professores à distância devido à pandemia de Covid-19. Os hospitais e centros de saúde também vão começar a remarcar consultas e cirurgias que foram adiadas nas últimas semanas.

A ministra da Saúde anunciou durante o fim de semana que o despacho que suspendeu a atividade programada não urgente a 16 de março vai ser revogado esta semana e que está em curso uma articulação com as administrações regionais de Saúde, centros de saúde e hospitais para retomar a atividade.

O Infarmed vai distribuir 49 paletes de equipamentos de proteção individual que se encontram à guarda do Laboratório Militar e têm como destino instituições do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

O consórcio Serology4Covid, que agrega cinco institutos de investigação, lançou um projeto para implementar um ensaio serológico de deteção de anticorpos para o Covid-19 na população portuguesa.