Manuel Armando Oliveira em câmara ardente hoje à tarde

0
458
- Publicidade -

Morreu na passada sexta-feira, subitamente, o presidente do Centro Equestre da Maia, Manuel Armando Oliveira, de 56 anos.

“O seu desaparecimento, deixa a Maia, o Desporto e em particular as Corridas de Cavalos em Portugal mais pobres, das quais foi o maior impulsionador de sempre. A ele se deve tudo o que foi feito até agora. Uma vida dedicada inteiramente a esta modalidade equestre, o seu sonho, que se tornará um dia realidade”, refere em comunicado a direção do Centro Equestre da Maia.

O Jornal de Notícias avança que o dirigente desportivo terá sofrido uma “queda acidental na varanda de sua casa”, dado que Manuel Armando Oliveira sofreria de problemas de equilíbrio.

Funeral realiza-se às 16h00 esta terça-feira, dia 25

Entretanto, a direção do Centro Equestre da Maia informa que Manuel Armando Ferreira Oliveira, seu presidente, e segundo informações da família, estará em câmara ardente, hoje, 24 de Julho, da parte da tarde, na Capela Mortuária da Igreja de Nogueira e que o funeral se realizará esta terça-feira, 25 de Julho, às 16h00, indo a sepultar no Cemitério de Nogueira. O cortejo fúnebre será escoltado a cavalo até ao cemitério de Nogueira.

Oliveira assumia também funções como vice-presidente da Liga Portuguesa de Criadores e Proprietários de Cavalos de Corrida, sendo diretor nacional de Corridas de Cavalos.

O impulsionador destas atividades na Maia, sonhava, tal como referiu numa entrevista ao Primeira Mão há cerca de um ano, implementar as competições com apostas nas corridas de cavalos em Portugal, trazendo para a Maia um dos centros do Norte.

- Publicidade -