Metro reforça serviços para enfrentar reentrada de alunos no novo ano escolar

0
141
imagem arquivo PM

O Metro do Porto vai enfrentar o regresso às aulas reforçando a capacidade das composições, a fiscalização e a limpeza. As viagens entre as 6h00 e as 20h00 passam a realizar-se em veículos duplos.

O Metro do Porto quer assegurar-se de que os passageiros estão em segurança mesmo com o regresso dos estudantes às carruagens da área metropolitana do Porto.

Com este objetivo, a empresa promete uma “oferta reforçada”, bem como “disponibilização de mais recursos humanos e materiais” e a “aplicação das medidas adequadas à proteção da saúde pública”.

“Do lado dos clientes, o Metro do Porto acredita na manutenção de comportamentos saudáveis e no cumprimento das regras em vigor”, acrescenta a empresa, num comunicado enviado aos jornalistas nesta quarta-feira.

A reentrada do Metro do Porto passa sobretudo por três pontos:  mais capacidade, fiscalização e limpeza.

Para reforçar a capacidade, todas as viagens em todas as linhas da rede são em veículos duplos (os mais compridos), uma medida que permite aumentar a capacidade e o espaço para os clientes, afirma a empresa.

A Linha Amarela terá, nas horas de ponta da manhã e da tarde, dez veículos por hora, o que equivale a uma frequência de 6 minutos.

Já as linhas Azul e Laranja, também nas horas de ponta, terão frequências de 12 minutos.

Além disso, a empresa garante uma monitorização “em permanência e em tempo real, de modo a que possam rapidamente fazer-se os ajustes que sejam necessários”.

O Metro do Porto vai intensificar também as ações de fiscalização, com a colaboração e a presença da PSP, nomeadamente para garantir o uso da máscara e a procura da distância de segurança, quer nas carruagens, quer nas estações.

Pelo seu lado, a empresa vai continuar a usar a solução Zoono, que se tem mostrado eficaz na eliminação do vírus, na desinfeção dos veículos, das superfícies das estações e das lojas Andante. “Em toda a rede, será reforçada a presença de piquetes de limpeza para acorrer a necessidades de intervenção rápida”.

Para além destas medidas, o Metro do Porto pede aos passageiros que usem sempre máscara de proteção individual, que lavem e desinfetem as mãos “sempre que possível”, mantendo “uma distância de segurança face às outras pessoas”, que, caso seja possível, viajem “fora das horas de ponta.

O horário mais aconselhado é após as 9h00 e até às 16h30, caso contrário, “se tiver que viajar nas horas de ponta, tenha em atenção a ocupação dos veículos e das estações. Caso a ocupação seja muito elevada, espere pelo veículo seguinte”.

O Metro do Porto opera atualmente em sete concelhos da Área Metropolitana do Porto através de uma rede de seis linhas, 67 quilómetros e 82 estações, tendo em 2019 ultrapassado os 71 milhões de clientes, segundo dados da empresa.