Milheirós será “a bandeira da francesinha”

0
153

Sete restaurantes marcam presença, a partir de hoje e até domingo, em mais uma Festa da Francesinha. É a quarta edição da iniciativa da Junta de Freguesia de Milheirós. Mudam-se dos seus estabelecimentos habituais para stands montados no Parque de Jogos Municipal de Milheirós. Para dar a degustar aquela que é uma das imagens de marca do Norte do país, ao nível da gastronomia.

O principal intuito continua a ser “promover a nossa freguesia”, confessou no sábado o presidente da junta, Mário Gouveia, à margem da inauguração da exposição de arquitectura da II Bienal de Milheirós. Isso consegue-se chamando visitantes com uma ementa que inclui o prático típico do Porto e da região. Mais importante ainda quando “estamos tão preocupados com o Norte de Portugal”, sublinhou o autarca.

Mário Gouveia espera superar o número de visitantes da edição de 2008 (cerca de 8900) fixando a meta para este ano em mais de dez mil pessoas, nos três dias da festa. E espera alcançar esse objectivo uma vez que, em 2009, Milheirós será “a bandeira da francesinha”. A afirmação é justificada pelo presidente da junta de freguesia com o facto de não haver este ano no Porto a festa desta iguaria, como vem sendo hábito.

[audio:FRANCESINHA.mp3]

Paralelamente à gastronomia, e tal como aconteceu nas três anteriores edições da Festa da Francesinha de Milheirós, há animação a pensar em todo o tipo de público. Desde insufláveis para os mais pequenos até música ao vivo. Esta noite, sobe ao palco o duo Henrique Leal e Fátima Diniz (Porto), que amanhã dão lugar ao grupo Armação Ilimitada (Brasil). No domingo, ouvem-se os sons de Cuba, com Union Salsera.

Para ouvir música enquanto prova – ou volta a degustar – o prato típico do Porto, a Festa da Francesinha de Milheirós 2009 está aberta, nos três dias, entre as 18h00 e as 24h00.

Marta Costa