Mocidade de Sangemil A. C. assaltado

1
222

Foi assaltada a sede social do Mocidade Sangemil Atlético Clube, em Águas Santas, na Maia.

Por volta das 5h00, um grupo de três indivíduos encapuzados partiu a porta da entrada, em vidro, recorrendo a paralelos. Como o alarme foi accionado, conseguiram apenas levar uma máquina de venda de tabaco e todo o recheio. O prejuízo ronda os três mil euros, conta o presidente da direcção do clube, Mário Vinhas:

[audio:MOCIDADE_ASSALTO.mp3]

Os vizinhos que se aperceberam do assalto contaram que os três assaltantes fugiram num jipe branco, mas não há indicações sobre a matrícula.

Este é o segundo assalto à colectividade no espaço de seis meses e aconteceu poucas horas depois dos associados se terem juntado para comemorar os 35 anos do Mocidade Sangemil A. C.. E com a agravante de não haver qualquer seguro que cubra os prejuízos, lamenta Mário Vinhas:

[audio:SEGURO.mp3]

A PSP de Ermesinde tomou conta da ocorrência, na última madrugada, não tendo encaminhado o caso para a Polícia Judiciária, por entender que os assaltantes não tocaram em mais nenhum objecto a não ser a máquina de tabaco furtada.

1 COMENTÁRIO

  1. São assaltantes de baixo nível. Não tem capacidade para roubar os grandes, só os pequenos, até aqueles que trabalham gratuitamente em prol da comunidade.

    Pois os “assaltantes” de alto nível tem outra classificação como de corruptos, fugas ao fisco e todas aquelas artimanhas de quem, de colarinho branco, com arte e engenho se movimenta por entre a burocracia das leis. “Artistas” que tem contribuido muito para a crise económica e para o aparecimento destes encapuzados.

Comments are closed.