Não se regista qualquer novo caso de infeção de Covid19 na Maia

0
5517
Covid19

Volta a estabilizar o número de doentes de Covid19 na Maia. Hoje não se regista qualquer novo caso de infeção no concelho. Mantém-se o número de doentes cumulativamente desde o início nos 908, tal como ontem.

A DGS anunciou hoje que nas últimas 24 horas registaram-se mais 9 óbitos e 175 novos casos de infeção por COVID-19 em Portugal.

Segundo o boletim epidemiológico, o número de vítimas mortais passou de 1.126 para 1.135, enquanto que os casos confirmados aumentaram de 27.406 para 27.581.
Hoje o número de recuperados ascende a 2.549, mais 50 do que ontem.

A região Norte continua a ser a mais atingida, com o número de casos a ascender a 15.952 (+98 que ontem), e o número de mortos atinge 648 (+3).
Entretanto, quase em todos os concelhos vizinhos da Maia e da Área Metropolitana do Porto houve estabilização no aparecimento de novos positivos.

Tal como a Maia, com zero novos casos, o mesmo se regista em Valongo (737), Gondomar (1.048),, Trofa (142), Porto (1300).

Matosinhos está com 11204 (+7), Santo Tirso tem 372 (+2) e VN Gaia chega aos 1453 (+5).

Primeira semana de desconfinamento é “encorajadora” – afirma a ministra da Saúde

A ministra da Saúde, Marta Temido, considerou ontem, na habitual conferência de imprensa, que a primeira semana de desconfinamento “é encorajadora”, dado os comportamentos registados, mas frisou a necessidade de preservar “regras distintas” para haver uma retoma gradual à “normalidade possível”. Não obstante, o coordenador da Unidade de Investigação Epidemiológica do Instituto Ricardo Jorge, Baltazar Nunes, acredita que o número de novos casos de COVID-19 vai aumentar em Portugal nas próximas semanas.

Mesmo comparando por milhão de habitantes, o número de casos da COVID-19 em Portugal é muito menor comparado com os países que registam mais infetados, o mesmo se verificando nas mortes, embora em maior escala. E no que toca a testes de despiste o país supera todos os países com maior número de casos e mortes, com quase 49 mil testes por milhão de habitante.

A Entidade Reguladora da Saúde está a notificar os municípios que construíram hospitais de campanha ou centros de rastreio de resposta à COVID-19 para que estes sejam inscritos no Sistema de Registo de Estabelecimentos Regulados. O preço da inscrição varia, mas pode chegar aos 50 mil euros.

O preço que o Estado paga pelas máscaras, por ajuste direto, já aumentou mais de 2.000% desde o início de março. Uma máscara simples chegou a custar menos de quatro cêntimos, mas a última empresa que fez negócio com o Estado vendeu-as a 76 cêntimos cada.

Há utentes a serem confrontados com a obrigatoriedade de comprar uma máscara quando se dirigem a clínicas para tratamentos, mesmo quando se apresentam com proteção própria, uma prática que a ASAE já veio garantir ser ilegal.

A ministra da Saúde garantiu ontem que a DGS e as autoridades competentes vão concluir, até ao final da semana, a preparação do regresso das visitas a lares e unidades de cuidados de saúde, entre outros. Ao todo, de acordo com Graça Freitas, já morreram 450 utentes de lares em Portugal.