Novas linhas do Metro para Porto e Gaia

0
357
Metro do Porto

Alargamento da linha D (Amarela) entre Santo Ovídeo e Vila D’Este, com passagem pelo Hospital de Gaia, e a construção de uma linha entre as estações de São Bento e Casa da Música, servindo o Hospital de Santo António.

Ao que tudo indica são estes os projetos do Metro do Porto que vão receber os cerca de 280 milhões de euros disponíveis para investimento nos próximos anos.

As opções só deverão ser conhecidas oficialmente no dia 7 mas, indicou o jornal Público, a decisão está tomada.

O Ministério do Ambiente, que tutela o setor, baseia as suas escolhas num estudo elaborado pelo Centro de Investigação do Território, Transportes e Ambiente (Citte) da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto / Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.

Encomendado pela Metro do Porto, o estudo analisou as várias linhas equacionados quando da segunda fase da rede, em 2008. Em causa estava a avaliação do índices de investimento e procura enquadrados com os condicionalismos actuais. Sendo que o principal é a orçamento disponível.

Duas linhas que resolvem problemas importantes

A nova ligação dentro da cidade do Porto cria ramificações entre a Linha D (Amarela) e o tronco comum das linhas A, B,C e E, que derivam para Matosinhos, Póvoa de Varzim, Maia e Aeroporto. Além de criar uma estação junto ao Hospital de Santo António. Custará cerca de 140 milhões.

O alargamento a Vila D’Este faz chegar o Metro a uma área de grande densidade populacional, onde residem mais de 17 mil pessoas. O montante previsto é de 120 milhões.

Desta forma não haverá dinheiro para mais ligações, apesar da Câmara de Gondomar ter apresentado uma nova proposta de traçado para criar uma linha entre o Estádio do Dragão e o centro do concelho, em São Cosme, prevendo 110 milhões de orçamento. O novo desenho resultou de um estudo encomendado à Tremno, uma empresa especializada em transportes, e surgiu depois desta mesma ligação ter ficado mal posicionada no documento no qual o Governo baseia agora as suas deliberações.

Marco Martins, presidente da autarquia, disse esperar que ela venha a ser considerada caso o Governo consiga encontrar outras fontes de financiamento.

Esta linha passaria pelo Cerco, Lagarteiro, Valbom, o Hospital de Gondomar e termina na sede do concelho.

De fora desta etapa fica uma segunda eventual linha para Vila Nova de Gaia, com destino às Devesas. Apesar dos bons indicadores em termos de procura, tem um custo dispendioso por integrar uma nova ponte sobre o Douro.

Uma questão de consenso

Na última reunião do Conselho Metropolitano, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, lembrou que há um consenso sobre a definição das novas linhas e que estas serão escolhidas em função do estudo de procura mandado fazer pelo Governo e pela Metro do Porto.

Foi ainda eleito Emídio Sousa, presidente da Câmara de Santa Maria da Feira, para a liderança da AMP, na sequência da renúncia de Hermínio Loureiro à presidência da Câmara de Oliveira de Azeméis.

Fatura no site linhandante.com

O site linhandante.com emite, desde o início desta semana, faturas dos títulos de assinatura mensal. A nova funcionalidade Andante torna possível a realização do pedido de factura com número de contribuinte (NIF) para efeitos de dedução no IRS.

As pessoas que tiverem uma assinatura mensal Andante poderão, nos 5 dias úteis após o carregamento da mensalidade, efetuar o pedido da factura directamente no site, através da inserção dos dados da compra. A emissão da factura é imediata, podendo esta ser consultada no portal e-fatura ou impressa em suporte de papel. É igualmente possível pedir fatura para títulos ocasionais.